Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 9 Mai (Reuters) – Veja como fecharam nesta
quarta-feira mercados financeiros no Brasil, Estados Unidos e
Europa, além das movimentações nas cotações de petróleo, soja e
açúcar.

BOVESPA- Índice fecha em alta liderada por salto em
Petrobras, em dia de avanço do petróleo
O principal índice de ações da B3 fechou em alta nesta
quarta-feira, com o avanço do petróleo impulsionando as ações da
Petrobras, enquanto o dólar ajudou exportadoras, em sessão
novamente marcada por uma bateria de resultados corporativos.
O Ibovespa subiu 1,58 por cento, a 84.265 pontos. O
volume financeiro somou 13,99 bilhões de reais, acima da média
diária de 2018, de 11 bilhões de reis.

MetaTrader 300×250

CÂMBIO- Dólar sobe e encosta em R$3,60, maior nível em dois
anos, com cena externa
O cenário internacional continuou pesando no mercado nesta
quarta-feira, fazendo o dólar fechar pelo terceiro dia seguido
em alta e encostado no patamar de 3,60 reais, diante de temores
de juros maiores e tensões geopolíticas envolvendo os Estados
Unidos e o Irã.
O dólar avançou 0,74 por cento, a 3,5954 reais na venda,
maior nível desde 31 de maio de 2016 (3,6123 reais). No mês, a
moeda norte-americana já acumula alta de 2,62 por cento, depois
de saltar 10 por cento entre fevereiro e abril.

JURO- Após Ilan, DIs voltam a indicar maiores apostas de
queda da Selic
As taxas dos contratos futuros de juros mais curtos recuaram
nesta quarta-feira, depois que o presidente do Banco Central,
Ilan Goldfajn, sinalizou que deve ocorrer mais um corte da Selic
na semana que vem.

BOLSA EUA- Wall St sobe com alta no petróleo após EUA sair
de acordo com Irã
Os índices acionários de Wall Street subiram nesta
quarta-feira a alta dos preços de petróleo impulsionando ações
de energia um dia depois da decisão do presidente dos Estados
Unidos, Donald Trump, de deixar o acordo nuclear com o Irã.
O índice Dow Jones subiu 0,75 por cento, a 24.543
pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 0,968218 por cento, a
2.698 pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 1
por cento, a 7.340 pontos.

BOLSA EUROPA- Índices avançam impulsionados por ações de
petróleo após EUA deixarem acordo nuclear do Irã
Os mercados acionários europeus avançaram nesta quarta-feira
sustentados pela força nas ações de petróleo depois que o
presidente norte-americano, Donald Trump, retirou os Estados
Unidos do acordo nuclear iraniano, impulsionando os preços do
petróleo.
O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,74 por cento, a 1.540
pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou
0,63 por cento, a 392 pontos, na nova máxima de três meses.

COMMODITIES
PETRÓLEO- Preços saltam 3% e atingem máxima de mais de 3
anos
Os preços dos petróleo subiram cerca de 3 por cento nesta
quarta-feira e atingiram uma nova máxima em três anos e meio,
depois que uma diminuição maior do que o esperado nos estoques
dos Estados Unidos ampliou ganhos da decisão dos EUA de sair do
acordo nuclear com o Irã.
Os futuros do petróleo Brent subiram 2,36 dólar, ou
3,2 por cento, a 77,21 dólares por barril. Já os futuros do
petróleo dos EUA (WTI) fecharam em alta de 2,08 dólar, a
71,14.

SOJA , MILHO , TRIGO
Trigo, soja e milho caem antes de relatório mensal de oferta
e demanda do USDA
Os contratos futuros do trigo negociados na Bolsa de Chicago
caíram para uma mínima de uma semana nesta quarta-feira, por
ajuste de posições antes do relatório mensal de oferta e demanda
do Departamento de Agricultura dos Estados Unidos (USDA, na
sigla em inglês) e previsões de chuvas bem-vindas no cinturão
agrícola da Rússia, disseram analistas.
Os futuros da soja e do milho também terminaram em queda,
antecipando o relatório do USDA, enquanto os futuros do óleo de
soja ficaram firmes, seguindo a força do petróleo.

AÇÚCAR , CAFÉ
Café robusta tem forte queda na ICE com hedge de produtores;
açúcar também cai.
Os contratos futuros do café robusta na ICE caíram mais de 3
por cento nesta quarta-feira, depois que uma onda de hedge de
produtores interrompeu o recente avanço do mercado, enquanto os
futuros do açúcar também recuaram.

(Por Isabel Marchenta; Edição de Iuri Dantas)
(([email protected]; +5511 5644 7721;))


Assuntos desta notícia