Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 7 Mai (Reuters) – Veja como fecharam nesta
segunda-feira mercados financeiros no Brasil, Estados Unidos e
Europa, além das movimentações nas cotações de petróleo, soja e
açúcar.

BOVESPA- Índice fecha em queda liderada por ações da
Eletrobras; Petrobras atenua perdas
O principal índice de ações da B3 fechou em queda nesta
segunda-feira, abandonando os ganhos vistos na maior parte da
sessão conforme Wall Street reduziu os ganhos, com as ações da
Eletrobras liderando as perdas por receios sobre a privatização,
enquanto o avanço de Petrobras atenuou a pressão negativa.
O Ibovespa subiu 0,49 por cento, a 82.714 pontos. Na
máxima, mais cedo, subiu 0,6 por cento. O volume financeiro do
pregão somou 9 bilhões de reais.

MetaTrader 300×250

CÂMBIO- Dólar sobe e fecha no patamar de R$3,55 pela 1ª vez
em quase 2 anos
O dólar voltou a subir nesta segunda-feira e fechou no
patamar de 3,55 reais pela primeira vez em quase dois anos,
influenciado pelo movimento externo em meio a temores de que os
juros possam subir mais do que o esperado nos Estados Unidos.
O dólar avançou 0,82 por cento, a 3,5528 reais na
venda, maior nível desde 2 de junho de 2016 (3,5875 reais). Nas
duas semanas anteriores, já havia acumulado valorização de 3,29
por cento.

JURO- DIs longos fecham em alta, seguindo mercado cambial
As taxas dos contratos futuros de juros de prazo mais longo
subiram nesta segunda-feira, sintonizadas ao movimento de
valorização do dólar ante o real em meio a temores de juros mais
altos nos Estados Unidos.

BOLSA EUA- Apple lidera alta em Wall Street; rali de energia
perde força
Os índices acionários de Wall Street subiram nesta
segunda-feira, impulsionados pelo sexto dia consecutivo de
ganhos da Apple e por uma alta nos preços do petróleo para seu
maior nível desde 2014.
O índice Dow Jones subiu 0,39 por cento, a 24.357 pontos,
enquanto o S&P 500 ganhou 0,345796 por cento, a 2.673
pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 0,77 por
cento, a 7.265 pontos.

BOLSA EUROPA- Índices avançam com acordo da Nestlé; Air
France tem perdas
Os mercados acionários europeus avançaram nesta
segunda-feira impulsionados por resultados corporativos e ganhos
da Nestlé depois que a gigante suíça de alimentos firmou um
acordo com a Starbucks.
O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,59 por cento, a
1.528 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600
ganhou 0,64 por cento, a 390 pontos.

COMMODITIES
PETRÓLEO- Preço nos EUA fecha acima de US$70 pela 1ª vez
desde 2014
Os preços do petróleo subiram pelo quarto dia seguido nesta
segunda-feira, atingindo níveis não vistos desde o fim de 2014,
impulsionados pelos mais recentes problemas na petroleira
estatal venezuelana PDVSA e pela possibilidade de que os Estados
Unidos poderiam restabelecer sanções contra o Irã.
Os futuros do petróleo dos EUA (WTI) subiram 1,01
dólar, ou 1,5 por cento, a 70,73 dólares o barril. Essa foi a
primeira vez desde novembro de 2014 que o WTI subiu acima dos 70
dólares. Os futuros do petróleo Brent saltaram 1,30
dólar, ou 1,7 por cento, a 76,17 dólares por barril.

SOJA , MILHO , TRIGO
Soja toca mínima de um mês com queda do farelo de soja em
Chicago; trigo cai quase 3%
Os contratos futuros da soja negociados em Chicago caíram
para uma mínima de um mês nesta segunda-feira, conforme o farelo
de soja tropeçava pela quarta sessão consecutiva, pressionado
por liquidação de comprados e menos receios sobre escassez do
produto da Argentina, disseram analistas.
O trigo declinou em boa parte por movimentações técnicas, com
operadores realizando lucros após as máximas de múltiplos meses
de semana passada. O milho seguiu a tendência baixista já que o
tempo para as plantações dos Estados Unidos melhorou.

AÇÚCAR , CAFÉ
Café arábica tem maior queda diária em 3 semanas na ICE;
açúcar recua
Os contratos futuros do café arábica na ICE tiveram sua
maior queda diária em três semanas, pressionados pela fraqueza
da moeda do Brasil ante o dólar, disseram operadores,
enquanto os futuros do açúcar bruto também recuaram.
Os mercados de café robusta e açúcar branco, negociados em
Londres, estavam fechados por conta de um feriado e abrirão na
terça-feira.

(Por Isabel Marchenta; Edição de Iuri Dantas)
(([email protected]; +5511 5644 7721;))


Assuntos desta notícia