Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 4 Mai (Reuters) – Veja como fecharam nesta
sexta-feira mercados financeiros no Brasil, Estados Unidos e
Europa, além das movimentações nas cotações de petróleo, soja e
açúcar.

BOVESPA- Índice fecha em leve queda após sessão volátil e
perde 3,85% na semana
O principal índice de ações da B3 fechou em leve queda nesta
sexta-feira, após sessão volátil, tendo como pano de fundo
ganhos em Wall Street e com investidores também repercutindo
resultados corporativos e o cenário eleitoral no país.
O Ibovespa caiu 0,2 por cento, a 83.118 pontos, após
oscilar da mínima de 82.745 pontos à máxima de 83.670 pontos. O
volume financeiro somou 11,5 bilhões de reais. Na semana,
contudo, o índice de referência do mercado acionário brasileiro
caiu 3,85 por cento.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

CÂMBIO- Dólar cai frente a real com BC e cena externa, mas
acumula ganhos na semana
O dólar fechou em queda ante o real pela segunda sessão
seguida nesta sexta-feira, após o Banco Central atuar mais forte
no mercado de câmbio e com investidores desmontando posições
defensivas, mesmo após os dados mais fracos sobre o mercado de
trabalho norte-americano não afastarem a possibilidade de juros
mais altos nos Estados Unidos, o que pode afetar o fluxo de
capital global.
O dólar recuou 0,18 por cento, a 3,5240 reais na venda,
acumulando na semana alta de 1,79 por cento. Essa foi a segunda
semana seguida de ganhos, acumulando 3,29 por cento no período.

JURO- DIs fecham praticamente estáveis; mercado continua
ajustando apostas sobre Selic
As taxas dos contratos futuros de juros terminaram a
sexta-feira ao redor da estabilidade, aliviadas pelo recuo do
dólar ante o real e após dados mais fracos do mercado de
trabalho norte-americano que, entretanto, ainda não afastaram a
possibilidade de mais altas de juros nos Estados Unidos este
ano.

BOLSA EUA- Wall Street sobe com queda nos temores sobre
inflação; Apple atinge máxima recorde
Os três principais índices acionários dos Estados Unidos
subiram mais de 1 por cento nesta sexta-feira, depois que o
aumento abaixo do esperado dos salários nos EUA ajudou a acalmar
os temores sobre aumentos de juros e inflação, embora o S&P 500
e o Dow ainda tenham registrado perdas na semana.
O índice Dow Jones subiu 1,39 por cento, a 24.263 pontos,
enquanto o S&P 500 ganhou 1,28112 por cento, a 2.663
pontos. O índice de tecnologia Nasdaq avançou 1,71 por
cento, a 7.210 pontos.

BOLSA EUROPA- Índices avançam mesmo com pressão do setor
bancário
Os mercados acionários europeus avançaram nesta sexta-feira
com uma série de resultados corporativos positivos, embora
gigantes do setor bancário tenham recuado após resultados fracos
do HSBC, BNP Paribas, e Société Générale.
O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,66 por cento, a 1.519
pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou
0,63 por cento, a 387 pontos.

COMMODITIES
PETRÓLEO- Preços têm máxima desde 2014 nos EUA com tensões
entre EUA e Irã
Os preços dos petróleo subiram por volta de 2 por cento nesta
sexta-feira, com o petróleo dos Estados Unidos tendo atingido a
máxima em mais de três anos, conforme a oferta global se mantém
limitada e o mercado espera por notícias de Washington sobre
possíveis novas sanções norte-americanas contra o Irã.
O petróleo dos EUA (WTI) encerrou em alta de 1,29
dólar, a 69,72 dólares o barril, depois de tocar uma máxima da
sessão de 69,97 dólares, máxima desde novembro de 2014. O
petróleo Brent avançou 1,25 dólar, a 74,87 dólares por
barril.

SOJA , MILHO , TRIGO
Soja tem queda em Chicago por decepção com conversas entre
EUA e China
Os contratos futuros da soja negociados em Chicago caíram
nesta sexta-feira, por frustração de que conversas não
aproximaram Washington e Pequim de um acordo para resolver a
crescente disputa que reduziu as vendas dos EUA para a China.
Os preços recuaram após avanço de 1 por cento na quinta-feira,
impulsionado por "rumores infundados" de que as duas maiores
economias do mundo tinham acertado um acordo comercial, disse
Tomm Pfitzenmaier, analista para a Summit Commodity Brokerage.

AÇÚCAR , CAFÉ
Açúcar bruto fecha em queda, mas tem melhor semana na ICE em
2018
Os contratos futuros do açúcar bruto perderam força durante
a sessão na ICE nesta sexta-feira, mas ainda assim tiveram o
maior ganho semanal em 2018 após o contrato maio expirar,
enquanto os futuros do café arábica caíram devido ao tempo seco
no Brasil.
Os mercados de café robusta e açúcar branco estarão fechados na
segunda-feira devido a um feriado e abrirão novamente na
terça-feira.

(Por Isabel Marchenta; Edição de Iuri Dantas)
(([email protected]; +5511 5644 7721;))


Assuntos desta notícia