Clicky

MetaTrader 728×90

SÃO PAULO, 3 Mai (Reuters) – Veja como fecharam nesta
quinta-feira os mercados financeiros no Brasil, Estados Unidos e
Europa, além das movimentações nas cotações de petróleo, soja e
açúcar.

BOVESPA – Índice fecha em queda pressionado por resultados
corporativos; Ultrapar desaba 10%
O principal índice de ações da B3 fechou em queda nesta
quinta-feira, pressionado por resultados corporativos, com as
ações da Ultrapar e da Cielo recuando 10 e
6 por cento, respectivamente, após seus números do primeiro
trimestre frustrarem as expectativas de analistas.
O Ibovespa caiu 1,49 por cento, a 83.288 pontos. O
volume financeiro somou 12,18 bilhões de reais.

MetaTrader 300×250

CÂMBIO- BC atua com mais força e dólar fecha em queda ante o
real
Depois de encostar no patamar de 3,55 reais e levar o Banco
Central a atuar com mais força no mercado de câmbio, o dólar
fechou esta quinta-feira em baixa, ajudado também pelo alívio no
mercado externo.
O dólar recuou 0,52 por cento, a 3,5305 reais na venda,
depois de subir 1,30 por cento na véspera, no maior nível em
quase dois anos e muito perto de 3,55 reais.

JURO- DIs sobem e precificam mais chance de BC interromper
antes corte da Selic
Os contratos futuros de juros fecharam a quinta-feira em
alta, sobretudo os de médio prazo, com apostas crescendo no
mercado de que o Banco Central pode desistir de cortar a taxa
básica de juros em maio, depois de o dólar subir e encostar no
patamar de 3,55 reais.

BOLSA EUA- S&P recua com fracos resultados corporativos
ofuscando dados econômicos fortes
O S&P 500 encerrou em queda nesta quinta-feira após uma
sessão volátil, uma vez que resultados decepcionantes de
diversas empresas ofuscaram fortes dados econômicos.
O índice Dow Jones subiu 0,02 por cento, a 23.930 pontos,
enquanto o S&P 500 perdeu 0,22537 por cento, a 2.630
pontos. O índice de tecnologia Nasdaq recuou 0,18 por
cento, a 7.088 pontos.

BOLSA EUROPA- Índices recuam com resultados corporativos e
preocupações comerciais em Wall St
Os mercados acionários europeus recuaram nesta quinta-feira,
depois de uma sessão repleta de resultados corporativos e com
preocupações sobre as tensões comerciais globais pesando sobre
Wall Street.
O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,7 por cento, a 1.509
pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 perdeu
0,73 por cento, a 385 pontos, após máximas de três meses.

COMMODITIES
PETRÓLEO- Preços sobem por cortes de produção da Opep e
temores sobre sanções contra Irã
Os preços do petróleo subiram nesta quinta-feira,
impulsionados pelos cortes de produção da Opep em vigor e pelo
potencial de novas sanções dos Estados Unidos contra o Irã.
Os futuros do petróleo Brent subiram 0,26 dólar,
fechando a 73,62 dólares o barril, ganho de 0,35 por cento. Já
os futuros do petróleo dos EUA (WTI) encerraram em alta
de 0,50 dólar, a 68,43 dólares por barril, aumento de 0,74 por
cento.

SOJA , MILHO , TRIGO
Milho sobe em Chicago por fatores técnicos e tempo na
América do Sul
Os contratos futuros do milho na Bolsa de Chicago encerraram
em alta nesta quinta-feira por compras técnicas e preocupações
sobre o tempo para as lavouras da América do Sul, incluindo
condições secas que afetam a segunda safra de milho do Brasil e
as chuvas que estão retardando a colheita na Argentina, disseram
operadores.
Os futuros do trigo, negociados na mesma bolsa, também tiveram
altas por compras técnicas, incluindo cobertura de vendidos,
junto com receios sobre o tamanho da safra de trigo de inverno
do Kansas, Estado maior produtor dos EUA, enquanto os futuros da
soja entraram em território positivo nos 15 minutos finais da
sessão, fechando com ganhos.

AÇÚCAR , CAFÉ
Café arábica sobe na ICE por compras de fundos; açúcar bruto
recua
Os contratos futuros do café arábica na ICE subiram nesta
quinta-feira, impulsionados pelos fundos de cobertura de
vendidos, enquanto o açúcar bruto caiu, em meio a uma ampla
oferta global que continuou em foco.

(Por Isabel Marchenta; Edição de Iuri Dantas)
(([email protected]; +5511 5644 7721;))


Assuntos desta notícia