Clicky

Mercado abre positivo após aprovação da reforma trabalhista

MetaTrader 728×90

Ontem a B3 registrou segundo pregão seguido de alta de mais de 1,0%, mesmo com exterior mais fraco, mas com petróleo revertendo perdas do início da manhã e subindo mais de 1,50%. Hoje o dia promete ser novamente positivo e de alívio para o governo Temer.

Depois de encerrado o pregão, o senado aprovou a reforma trabalhista por 50×26 (mais que o previsto) e rejeitou as emendas em bloco. Agora a reforma vai para a sanção presidencial, que deve incluir vetos e Medidas Provisórias, conforme combinado anteriormente.

Profitchart Pro 300×250

Positivo também o anúncio de que a BR Distribuidora vai abrir o capital com colocação secundária de ações e deve figurar no Novo Mercado da B3. Além disso, a CVM acatou defesa da Petrobras sobre republicar balanços anteriores e o petróleo negociado no mercado internacional tinha boa alta, mesmo com relatório da OPEP mostrando que a produção de óleo cresceu na Arábia Saudita, Líbia e Nigéria.

Hoje mercados com viés negativo na Ásia, Europa mostrando boa alta nesse início de manhã e futuros do mercado americano operando no campo positivo. No Brasil, seria bom que o Ibovespa conseguisse superar patamar ao redor de 64300 pontos (fechou em 63832 pontos) e começar a cobrir o gap formado lá em 17 de maio, quando houve o vazamento dos áudios de Joesley Batista.

Durante a madrugada na China, a base monetária (M2) registrou alta em junho de 9,4% na menor expansão registrada e novos empréstimos de junho atingiram 1,5 trilhão de yuans. No Reino Unido, a taxa de desemprego do trimestre encerrado em maio ficou aquém do previsto em 4,5% e na zona do euro a produção industrial de maio expandiu 1,3% e taxa anualizada de 4,0%.

Nos EUA, Gary Cohn parece ser o favorito para substituir Janet Yellen no FED no próximo ano, ele que foi CEO do Goldman Sachs. Na sequência dos mercados no exterior, o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 1,49%, com o barril cotado a US$ 45,71. O euro era transacionado em queda para US$ 1,145 e notes americanos de 10 anos em queda de juros de 2,35%. O ouro e a prata em alta na Comex e commodities agrícolas em queda na bolsa de Chicago.

Voltando ao cenário local, o IBGE anunciou que as vendas no varejo tiveram queda de 0,10% em maio e no ano queda de 0,8%. Em 12 meses, a queda está em 3,6%. O varejo ampliado mostrou queda de 0,70% no mês e encolhe 5,2% em 12 meses. Porém, maio contra igual período de 2016 mostra expansão de 4,5%, mesma expansão do setor automotivo.

No plano político, o governo quer endurecer o discurso e criar fatos econômicos, ao mesmo tempo em que pretende que a base aliada (principalmente o PMDB) dê exemplo de coalisão e voto contra parecer à denúncia na CCJ. Na sequência dos mercados, os DIs começando o dia com queda de juros e o dólar cotado a R$ 3,235, em queda de 0,57%. Na Bovespa, expectativa de alta com liderança de Petrobras.

Bom dia e bons negócios.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia