Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Em entrevista a jornalistas brasileiros durante viagem à China, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, reafirmou que a confiança de consumidores, do comércio e da indústria na economia brasileira está aumentando. Por isso, ele voltou a defender a necessidade de aprovação das medidas de ajuste para agilizar a retomada do crescimento.

“A minha avaliação é que o Congresso e os parlamentares se sensibilizam é com a crise econômica, com o grande número de desempregados e com o fato de que a economia começa a dar sinais de recuperação, exatamente por causa da mudança de orientação de política econômica. E isso é o que interessa ao eleitor, é o que interessa aos representantes da população, que são os congressistas”, destacou Meirelles.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

O ministro da Fazenda enfatizou também a necessidade de esclarecer aos agentes dos mercados financeiros internacionais que as reformas estruturais na economia, especialmente a que altera o testo dos gatos públicos, estão andando de maneira “muito rápida”.

Meirelles explicou, no entanto, que é necessário obedecer ritos e prazos, por se tratar de mudança na Constituição. “Um processo de mudança constitucional é um processo que demanda uma discussão, tem tempo, existe um rito congressual, votação em dois turnos na Câmara, votação em dois turnos no Senado. Em resumo, seria surpreendente que pudesse ser mais rápido ainda. É uma questão de todos entenderem que tem de obedecer todo esse rito, porque é uma mudança constitucional. Mas a boa notícia é que está se propondo a mudança da Constituição. Nós vamos quebrar uma dinâmica que dura décadas.”

Programa de concessões

O ministro da Fazenda falou ainda sobre o programa de concessões de empresas estatais, que está sendo preparado e deve ser anunciado pelo governo neste mês. Ele afirmou que as concessões de rodovias e aeroportos à inciativa privada, feitas nos últimos anos, foram bem recebidas pela população, e assim ocorrerá agora.

“Esse é um processo que eu acho que será muito bem recebido, inclusive porque, no primeiro momento, na medida em que comecem as obras de infraestrutura, elas geram maior demanda, geram emprego, consumo de material, compras, vendas. No segundo momento, aumenta a oferta. Isto é: melhor transporte, melhores condições de o custo Brasil cair, mais conforto para as pessoas e, portanto, mais eficiência para a economia”, afirmou Henrique Meirelles.

Programas Sociais

Sobre possíveis mudanças em programas sociais, o ministro Henrique Meirelles enfatizou que “o melhor programa social, o mais eficaz, é aquele que cria emprego”. E ressaltou que a intenção do governo é garantir a eficiência dos programas sociais.

“O que se quer é assegurar que haja recurso suficiente para ser aplicado da melhor maneira possível, para aqueles que de fato precisam dos programas sociais. É isso o que significa essa repaginação [dos programas sociais]”, avaliou o ministro da Fazenda.


Assuntos desta notícia