Clicky

MetaTrader 728×90

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta segunda-feira que se o governo conseguir aprovar metade do que foi proposto para a reforma da Previdência será um passo importante para controlar os gastos no Brasil e que vai se empenhar para que isso ocorra até o fim do ano ou início de 2018.

"Para a crise (política) que passamos nos último cinco meses, se aprovar metade (da reforma) já é uma grande vitória e vou me empenhar pessoalmente nisso até o fim do ano ou início do ano que vem", disse Maia a jornalistas.

MetaTrader 300×250

Ele comparou a Previdência Social a uma "sangria" e frisou que se não for reformada no futuro próximo faltarão recursos para educação, saúde e segurança. O deputado reafirmou que uma das dificuldades do governo para aprovar a reforma foi uma "falha de comunicação" que precisa ser corrigida perante a sociedade.

"Infelizmente, ninguém foi capaz de comunicar de forma correta com a sociedade", disse.

(Reportagem de Rodrigo Viga Gaier)
2017-11-13T202921Z_1_LYNXMPEDAC1P7_RTROPTP_1_POLITICA-MAIA-EMPENHO-INICIOANO.JPG urn:newsml:onlinereport.com:20171113:nRTROPT20171113202921LYNXMPEDAC1P7 Presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, durante reunião em Brasília OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20171113T202128+0000 20171113T202921+0000


Assuntos desta notícia

Join the Conversation