Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

WASHINGTON (Reuters) – O comentarista de televisão e analista econômico dos Estados Unidos Larry Kudlow disse nesta quarta-feira que aceitou a oferta do presidente Donald Trump para se tornar o principal assessor econômico da Casa Branca, substituindo Gary Cohn.

"O presidente me ofereceu o cargo na noite passada e eu aceitei", disse Kudlow à Reuters, acrescentando que acredita que o anúncio oficial será feito na quinta-feira.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Trump já havia dito a repórteres na véspera que Kudlow, um republicano que atuou como conselheiro econômico do ex-presidente Ronald Reagan na década de 1980 e também trabalhou em Wall Street, tinha "chance muito boa" de ser selecionado para substituir Cohn.

Kudlow, que foi conselheiro informal da campanha presidencial de Trump em 2016, criticou a decisão do presidente na semana passada de colocar altas tarifas nas importações de aço e alumínio, dizendo que prejudicariam os produtores consumidores de aço. Cohn também se opôs às tarifas.

Mas Trump disse que Kudlow "mudou de opinião" e vê as tarifas como uma ferramenta útil para renegociar acordos comerciais.

(Por Jeff Mason)
2018-03-14T191452Z_1_LYNXNPEE2D1Y1_RTROPTP_1_MACRO-EUA-KUDLOW-ACEITA.JPG urn:newsml:onlinereport.com:20180314:nRTROPT20180314191452LYNXNPEE2D1Y1 Analista econômico Larry Kudlow na CNBC em Nova York OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20180314T184343+0000 20180314T191452+0000


Assuntos desta notícia