Clicky

Julgamento de Lula e possível decisão dos EUA de ampliar tarifas sobre o aço e alumínio

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Ontem houve estresse e vendas de ações por realizações de lucros, a partir do julgamento de Lula pelo TRF-4. Hoje, os mercados mostraram novamente confiança com a possibilidade de um placar de 3X0 contra Lula e tivemos um quadro de bolsa em forte alta, juros em boa queda e dólar também com larga queda.
Novidade importante foi o fato de tanto o juiz Gebran, como Paulsen teremos ampliada a pena imposta por Sergio Moro de nove anos de meio para 12 anos e um mês. Os investidores não tinham muitas dúvidas sobre os votos do relator e do revisor. O que acabou por puxara ainda mais os mercados foi o início da explanação do terceiro juiz Laus. Logo no início de suas premissas o juiz Laus declarou que após ouvir o relator e o revisor “anulei qualquer dúvida sobre o caso. Foi o que bastou para a B3 acelerar alta.
Com relação ao exterior, o quadro mais pesado para os mercados de risco ficou por conta das decisões dos EUA de ampliar possivelmente tarifas sobre o aço e alumínio, depois de ter feito isso para painéis solares e eletrodomésticos provenientes da China. Além disso o secretário de comércio americano declarou que a culpa é da China por atividades protecionistas. Já a China prometeu abrir mercado para as empresas estrangeiras e se declarou contra o protecionismo.
A OCDE (Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico) disse que a única barreira para o Brasil figurar na organização é o veto de Donald Trump e sugeriu que o Brasil faça a aproximação com Trump. Nos EUA o índice de atividade industrial PMI de janeiro caiu para 55,5 pontos, o de serviços em queda para 53,3. As vendas de imóveis usados encolheram 3,6%em dezembro, quando a previsão era de queda de 2,2%.
Ainda nos EUA o departamento de energia computou queda no estoque de petróleo da semana anterior em 1,07 milhão de barris. Na sequência dos mercados o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 1,12%, com o barril cotado a US$ 65,19. O euro era transacionado em boa alta para US$ 1,24 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros de 2,64%. O ouro e a prata foram negociados em alta na Comex e commodities agrícolas em alta na bolsa de Chicago.
Por aqui destacamos fala de Temer e também coletiva de Henrique Meirelles em Davos. Temer falou pouco e tentou dar um panorama da melhora do país em seus fundamentos e Meirelles repetiu discursos e acrescentou boa expectativa de ingresso de investimentos diretos no país, já estimado em US$ 80 bilhões. O relator da reforma da previdência Arthur Maia falou sobre a necessidade de votar rápido e com ele fez coro o ministro Marun, dizendo ter 275 votos de deputados e cerca de 60 ainda indecisos.
Na economia o Bacen anunciou que o fluxo cambial de janeiro até 19/01 foi positivo em US$ 4,42 bilhões, com o fluxo financeiro atingindo US$ 5,45 bilhões. Já a Moody’s, uma das três maiores agências de classificação de risco do mundo, disse que o Brasil e dos países que mais sentirão o aumento da dívida em 2019.
No mercado os DIs tiveram dia de queda de juros para diferentes vencimentos e o dólar mostrou forte queda de 1,93% e cotado a R$ 3,173. Na B3, na sessão de 22/01 os investidores estrangeiros alocaram R$ 422,2 milhões, deixando o saldo acumulado do mês em R$ 6,0 bilhões, algo como 45% de tudo que ingresso em 2017. Mais ainda, foi o 22º pregão seguido de ingresso líquido de recursos.
No mercado acionário queda para as principais bolsas europeias, com Londres perdendo 1,14%, Paris com -0,72% e Frankfurt com -1,07%. Madri e Milão também em quedas de respectivamente 0,28% e 0,90%. No mercado americano, faltando cerca de hora e meia para encerramento o Dow Jones tinha alta de 0,14% e Nasdaq com -0,41%. Na B3, meia hora antes do encerramento tínhamos alta de 3,03% e índice em 83126 pontos.
Na agenda de amanhã a FGV anuncia a confiança do comércio e do consumidor. Além disso, a B3 não opera por conta de feriado na cidade de São Paulo. Nos EUA vários indicadores e com capacidade de mexer com os mercados. Apesar dos mercados já terem antecipado o placar de 3X0 contra Lula, ainda assim poderemos ter ajustes nos ADRs brasileiros no exterior.

Boa noite.

MetaTrader 300×250

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia