Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Stanley White
TÓQUIO, 14 Fev (Reuters) – A economia do Japão registrou a
mais longa expansão contínua desde a década de 1980 uma vez que
o crescimento do quarto trimestre foi impulsionado pelos gastos
do consumidor, deixando o plano de recuperação do
primeiro-ministro Shinzo Abe um pouco mais perto de acabar com
décadas de estagnação.
A longa série de crescimento é um sinal encorajador para o
banco central do país, indicando que a economia pode finalmente
estar ganhando força para levar os preços ao consumidor à meta
de inflação de 2 por cento.
A economia expandiu a uma taxa anualizada de 0,5 por cento
entre outubro e dezembro, menos do que a expectativa de 0,9 por
cento, mostraram dados divulgados nesta quarta-feira pelo
Escritório do Gabinete. Entre julho e dezembro, a economia
expandiu 2,2 por cento, segundo dados revisados.
A economia do Japão cresceu 1,6 por cento em dados reais no
ano calendário 2017, aumento mais rápido desde a expansão de 2
por cento em 2013.
Um período prolongado de crescimento pode levar a alguma
especulação de que o Banco do Japão pode arcar com a redução do
estímulo, mas economistas dizem que isso é improvável já que o
iene está subindo e os preços ao consumidor no país continuam
fracos.
Com isso a economia do Japão registrou a mais longa expansão
contínua desde a série de 12 trimestres de crescimento vista
entre abril-junho de 1986 e janeiro-março de 1989, ápice da
notória bolha econômica do Japão.
"Os números são um pouco mais fracos do que o esperado, mas
isso não é algo para se preocupar muito", disse Yoshiki Shinke,
economista-chefe do Instituto de Pesquisa Dai-ichi Life.
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7729))
REUTERS CMO


Assuntos desta notícia

Join the Conversation