Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

TÓQUIO, 5 Dez (Reuters) – O Japão está se preparando para
adquirir, pela primeira vez, mísseis de precisão ar-ar que lhe
permitiriam atacar instalações de mísseis da Coreia do Norte,
disseram duas fontes com conhecimento direto do assunto.
A partir de abril, Tóquio pretende separar uma verba de seu
próximo orçamento de defesa para estudar se seus caças F-15
poderiam disparar mísseis de maior alcance, como o Míssil
Conjunto de Impasse Ar-Terra da Lockheed Martin, que tem alcance
maior e consegue atingir alvos a até mil quilômetros de
distância, disse uma das fontes a par do plano.
"Existe uma tendência global para se usar mísseis de maior
alcance, e é natural que o Japão queira cogitá-los", afirmou. As
fontes pediram anonimato por não terem autorização para falar à
mídia.
O Japão também está interessado em comprar o Míssil Conjunto
de 500 quilômetros de alcance da norueguesa Kongsberg Defence &
Aerospace para seu caça antirradar F-35, noticiou a Fuji
Television mais cedo.
Nenhum destes dois itens está incluído no pedido de
orçamento de 46,76 bilhões de dólares já submetido pelo
Ministério da Defesa japonês, mas fundos adicionais seriam
disponibilizados para avaliar a compra destes mísseis, segundo
as fontes.
A mudança leva a crer que a ameaça crescente representada
pelos mísseis balísticos da Coreia do Norte fortaleceu a posição
dos defensores de uma capacidade ofensiva para o país no
planejamento militar.
As restrições a armas de ataque foram impostas pela
Constituição japonesa antibelicista, e por isso seus mísseis
consistem em munições antiaéreas e antinavais com alcances de
menos de 300 quilômetros.
(Por Nobuhiro Kubo)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 56447505))
REUTERS MPP


Assuntos desta notícia

Join the Conversation