Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Camila Moreira
SÃO PAULO, 1 Dez (Reuters) – A forte entrada de novos
negócios acelerou a expansão da atividade industrial do Brasil
ao nível mais elevado em quase sete anos em novembro, melhorando
o otimismo dos fabricantes para o próximo ano, apontou a
pesquisa Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês)
divulgada nesta sexta-feira.
O IHS Markit informou que o PMI da indústria brasileira
avançou em novembro para 53,5, de 51,2 em outubro, "indicando
uma melhoria robusta na saúde do setor". Leitura acima de 50
indica expansão da atividade.
Foi registrado crescimento nas três categorias, com destaque
para o desempenho visto entre os bens de consumo.
A recuperação mais acentuada no volume de novos pedidos em
quase sete anos sustentou a expansão da indústria no mês
passado, com a contribuição inclusive dos mercados externos.
Com isso, o volume de produção expandiu no ritmo mais forte
em quase cinco anos, com as empresas respondendo a uma demanda
sólida. Isso provocou contratações de funcionários, porém a uma
taxa modesta.
Ao mesmo tempo, os fabricantes compraram insumos em novembro
no ritmo mais forte desde janeiro de 2013. Já a inflação dos
custos chegou a um pico de 17 meses em novembro impulsionada
pela energia e por mercadorias básicas, o que levou os preços
cobrados ao patamar mais elevado desde fevereiro.
O IHS Markit apontou ainda que os fabricantes projetam novas
melhorias econômicas, conquistas de novos clientes e
diversificação de produtos, o que impulsionou o otimismo em
relação à produção para o próximo ano. Assim, o nível de
otimismo registrado foi o segundo mais alto desde o início de
2012.

(Edição de Iuri Dantas)
(([email protected]; 55 11 5644-7729; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia