Clicky

MetaTrader 728×90

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários globais na manhã desta quinta-feira (11).

ÁSIA – Ao final, o índice MSCI Asia Pacific recuou 0,40% no dia de hoje, após apresentar quedas mais expressivas ao longo do pregão. O índice Asia Dow ficou em queda de 0,18% aos 3.796. O Hang Seng, Hong Kong, ficou em alta de 0,15% aos 31.120. O Xangai Composite ficou em alta de 0,10% aos 3.425. O índice Kospi, Coreia do Sul, ficou em queda de 0,47% aos 2.487 pontos. O índice FTSE Straits, Singapura, ficou em queda de 0,22% aos 3.512. O índice Sensex, bolsa da Índia, ficou em alta de 0,26% aos 34.443. O índice Nikkei 225, bolsa de Tóquio, ficou em queda de 0,33% a 23.710. O índice futuros XJO, da bolsa de valores de Sidney, ficou em queda de 0,48% aos 6.067. Na Ásia, a maioria dos mercados de ações da região fechou em queda, refletindo a redução de ganhos acumulados durante a onda de otimismo que prevaleceu nos primeiro dias deste ano. O índice MSCI Asia Pacific recuou 0,40% no dia de hoje, após apresentar quedas mais expressivas ao longo do pregão. No Japão, a bolsa de Tóquio experimentou o segundo dia de queda consecutiva. O índice Nikkei caiu 0,33%, apesar de o iene ter se enfraquecido frente ao dólar durante a madrugada em reação a decisão do Banco do Japão (BoJ) de manter inalterado o volume de compras de títulos no dia de hoje.

MetaTrader 300×250

EUROPA – Há pouco, o índice Stoxx Europe 600 estava em queda de 0,60% a 398.37, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) estava em alta de 0,50% aos 23.271; o Ibex 35 (Madri) seguia estável aos 10.428; o DAX 30 (Frankfurt) estava em queda de 0,14% aos 13.262; o FTSE-100 (Londres) seguia em alta de 0,12% a 7.758; o CAC 40 (Paris) seguia estável aos 5.505; e o PSI-20 (Lisboa) estava em alta de 0,15% aos 5.666. As bolsas europeias operam sem um denominador comum, nesta quinta-feira. Na agenda econômica, principal indicador a ser divulgado hoje será a produção industrial de novembro, da zona do euro. A moeda europeia perdeu força diante do dólar, sendo negociada US$ 1,1934, recuando ante o valor de US$ 1,1962 de ontem à tarde.

ESTADOS UNIDOS – O S&P (futuros) opera em alta de 0,11% aos 2.753; o Dow Jones (futuros) opera em alta de 0,10% aos 25.377; e o Nasdaq (futuros) segue em alta de 0,10% aos 6.684. O Russel 2000 segue em queda de 0,02% a 1.559. O dólar se mantém em alta pelo terceiro dia consecutivo – DXY subindo nesta manhã – enquanto o yield das Treasuries recua após a China negar intenção de reduzir ou interromper a compra de papéis do Tesouro americano. No momento, o juro pago pelo T-Bond de 10 anos cai a 2,538% de 2,550% no fim da tarde de ontem. No mercado de ações, os futuros dos principais índices de ações americanos apontam para um dia de recuperação.

Commodities

O petróleo referência, Brent, segue em alta na bolsa de Futuros de Londres em 0,42% a US$70,93 o barril.

O petróleo WTI segue em alta de 0,61%, cotado a US$ 63,96 o barril na bolsa Mercantil de Futuros, Nova York.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, ficou em alta de 0,98% a US$79,08 a tonelada seca e com 62% de pureza.

A celulose fibra longa negociada fechou US$1016,49, alta de 1,31%, a tonelada na sessão anterior. A celulose fibra curta fechou em US$993,58 e alta de 1,21%, a tonelada.

CENÁRIO INTERNO

BRASIL – A bolsa de ações de São Paulo, em dia de agenda esvaziada, as expectativas positivas que cercam o desempenho da economia chinesa deve impulsionar o Ibovespa. No mercado de juros, o IPCA de dezembro, superando as expectativas do mercado, pode reforçar apostas de Selic em 6,75% como ponto final para o atual ciclo de afrouxamento monetário.

AGENDA – Quinta-feira

No Brasil será apresentado o IGP-M, Produção Agrícola, Produção Industrial Regional. Na Zona do Euro, a Produção Industrial e a ata do BCE. Nos Estados Unidos, o PPI, Pedidos de Auxílio Desemprego a fala de presidentes regionais do Federal Reserve.


Assuntos desta notícia