Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários globais nesta sexta-feira (19). O destaque fica para a Confiança do Consumidor da Europa.

CENÁRIO EXTERNO

Profitchart Pro 300×250

ÁSIA- O índice Asia Dow ficou em alta de 0,25%. O Xangai ficou em alta de 0,02% aos 3.090. O Hang Seng, Hong Kong, ficou em alta de 0,15% aos 25.174. Na Índia, o índice Sensex, bolsa de Bombai, ficou em alta de 0,10% aos 30.464. O Nikkei 225, bolsa do Japão, ficou em alta de 0,19% aos 19.590 pontos. O índice Kospi, Coreia do Sul, ficou em alta de 0,07% aos 2.288 pontos. O índice FTSE ST, Singapura, ficou em queda de 0,15% aos 3.216. As bolsas fecharam no positivo. A recuperação discreta das bolsas de Nova York, depois do maior tombo do ano na sessão anterior, contribuiu para a melhora do humor nos mercados asiáticos. O dólar é negociado a 111,63 ienes, ligeiramente a cima de 111,47 ienes de ontem à tarde. O banco central chinês (PBoC) atuou no mercado aberto, resultando numa redução líquida de recursos financeiros, contrastando com injeções líquidas vistas no começo da semana.

EUROPA – O índice Stoxx Europe 600 estava em alta de 0,43% aos 390.91, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) estava em alta de 0,88% aos 21.486; o Ibex 35 (Madri) estava em alta de 1,09% aos 10.802; o DAX 30 (Frankfurt) estava em alta de 0,24% aos 12.620; o FTSE-100 (Londres) estava em alta de 0,31% aos 7.459; o CAC 40 estava em alta de 0,49% aos 5.315 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) ficou em alta de 1,10% aos 5.129. Na Europa, bolsas operam no azul, pondo um final na pior semana para as ações desde novembro passado. O euro troca de mãos a US$ 1,1153, subindo em relação à cotação de US$ 1,1110 no fim da tarde de ontem.

ESTADOS UNIDOS- O S&P (futuros) estava em alta de 0,26% aos 2.369; o Dow Jones (futuros) estava em alta de 0,14% aos 20.673; e o Nasdaq (futuros) seguia em alta de 0,36% aos 5.650. O juro pago pelo T-Bond esboça reação de alta, nesta manhã, subindo 1,78%, situando-se em 2,249% ao ano. O dólar perde para as moedas emergentes, que reagem após as fortes perdas causadas ontem pelo aprofundamento da crise política brasileira.

Commodities

O contrato futuro para entrega em junho do petróleo tipo WTI é negociado a US$ 49,94 o barril, com alta de 1,20%.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 1,77% a US$62,69 a tonelada seca e com 62% de pureza.

CENÁRIO INTERNO

BRASIL- Na B3, o Ibovespa opera para cima, com o presidente firme em não renunciar. As provas não parecem ser contundentes. Montava-se um cenário em que a crise deveria se arrastar, paralisando o governo e impedindo o avanço das reformas econômicas. Depois das fortes perdas de ontem, os mercados de ações, dólar e juros já mostram certa acomodação, mas sem arriscar alguma recuperação, uma vez que a crise está longe do seu final.

AGENDA – Sexta-feira

Na Alemanha será apresentado o IPP e o BCE apresenta a Conta Corrente. Na Europa, será apresentada a Confiança do Consumidor.


Assuntos desta notícia