Clicky

mm TD 728

Acompanhe o comportamento dos principais índices dos mercados acionários globais nesta terça-feira (20).

CENÁRIO EXTERNO

ÁSIA- Em Hong Kong, o índice MSCI Asian Pacific ficou em alta de 0,10% aos 155.37. O índice Asia Dow subiu 0,8% para 3.343. O Hang Seng, Hong Kong, ficou em queda de 0,31% aos 25.843. O Xangai Composite ficou em queda de 0,14% aos 3.140. Na Índia, o índice Sensex, bolsa de Bombai, ficou em queda de 0,04% aos 31.297. O Nikkei 225, bolsa do Japão, ficou em alta de 0,81% aos 20.230 pontos. O índice Kospi, Coreia do Sul, ficou em queda de 0,07% aos 2.369 pontos. O índice FTSE ST, Singapura, ficou em queda de 0,52% aos 3.230. As bolsas da Ásia fecharam sem direção nesta terça-feira. Alguns mercados, como Tóquio e Taiwan, tiveram desempenho positivo, de olho nos balanços corporativos e no câmbio, no caso das ações japonesas, e em ações do setor de tecnologia nos de Taiwan. O dólar é negociado a 111,53 ienes no momento, contra 110,59 ienes de ontem à tarde.

EUROPA – O índice Stoxx Europe 600 segue em queda de 0,17% aos 391.24, em Londres; o FTSE-MIB (Milão) estava em queda de 0,24% aos 20.964; o Ibex 35 (Madri) estava em queda de 0,36% aos 10.808; o DAX 30 (Frankfurt) estava em queda de 0,03% aos 12.884; o FTSE-100 (Londres) estava em queda de 0,17% aos 7.511; o CAC 40 (Paris) estava em alta de 0,13% aos 5.317 pontos; e o PSI-20 (Lisboa) estava em queda de 0,17% aos 5.321. Na Europa, as bolsas operam sem direção com a queda da libra esterlina, cotada a US$ 1,2695, depois que o presidente do Banco da Inglaterra (BoE) descartou a chance de aumento da taxa de juros britânica. Prevalecem preocupações com os impactos do Brexit na economia local, diante das incertezas nas negociações do Reino Unido com a União Europeia (UE). O euro é negociado a US$ 1,1163, contra US$ 1,1148 no final da tarde de ontem.

ESTADOS UNIDOS- O S&P opera em queda de 0,32% aos 2.445; o Dow Jones opera em queda de 0,08% aos 21.511; e o Nasdaq segue em queda de 0,23% aos 6.224. Os mercados estão devolvendo os ganhos de ontem e ainda sob os efeitos das declarações do presidente do Fed, William Dudley, Nova York, que disse que a suspensão do ciclo de aperto de juros agora colocaria em risco a economia americana. O dólar segue à frente das demais moedas, como também o rendimento das Treasuries. O juro do T-Bond de 10 anos está em 2,181% nesta manhã, subindo em relação ao yield de 2,146% observado ontem no início dos negócios em Nova York.

Commodities

O petróleo tipo WTI segue cotado aos US$ 42,95 o barril e queda forte de 2,83%.
O contrato futuro do produto tipo WTI é negociado a US$ 44,90 o barril, com alta de 0,36%.

O minério de ferro negociado no porto de Gingdao, China, fechou em alta de 0,27% a US$56,45 a tonelada seca e com 62% de pureza.

CENÁRIO INTERNO

BRASIL- Na B3, o Ibovespa opera em queda e pouco acima dos 61 mil pontos. A agenda doméstica esvaziada em termos de indicadores econômicos, o foco dos mercados domésticos se concentrará nos eventos políticos. Já começou a discussão sobre a reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Sociais do Senado. No começo da tarde, a Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal julga pedido de prisão do Senador Aécio Neves (PSDB). Caso a corte decida pela prisão, o pedido será encaminhado a Comissão de Ética do Senado, que promete decidir sobre a questão em cinco dias. Por outro lado, o presidente Michel Temer já chegou na Rússia, primeira parada da viagem internacional de uma semana pela Europa. O dólar comercial opera em alta de 0,64% e acima dos R$3,30, rompendo a banda.

AGENDA – Terça-feira
Na Alemanha será apresentado o IPP. Na Europa, o BCE mostra a Conta Corrente. No Brasil, o PIC-Fipe. Nos Estados Unidos, Conta Corrente.


Assuntos desta notícia