Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

PEQUIM, 13 Out (Reuters) – A China, maior comprador de soja
do mundo, importou 8,1 milhões de toneladas da oleaginosa em
setembro, um aumento de 12,7 por cento em relação ao ano
anterior, depois que os processadores viram as margens
melhorarem ao longo do verão e anteciparam uma demanda saudável
por farelo de soja em fazendas de suínos.
Os desembarques de setembro, divulgadas pela Administração
Geral Alfandegária da China, superaram as expectativas do
mercado, de cerca de 7 milhões de toneladas, impulsionados por
carregamentos de grãos mais rápidos que o esperado na América do
Sul, disseram analistas.
"Isto é muito mais do que o mercado esperava", disse a
analista da JC Intelligence, Monica Tu.
"Eu acredito que seja por causa do embarque nos navios, que
foi rápido, e também durante esse período os lucros foram muito
bons, então o volume de compras por processadores foi bem
grande", disse ela.
Os dados de setembro levaram as importações do ano safra de
2016/17, de outubro a setembro, para 93,5 milhões de toneladas,
bem acima dos 83,2 milhões de toneladas do ano anterior, em um
novo recorde, de acordo com cálculos da Reuters.
O Centro Nacional de Grãos e Oleaginosas da China estimou
nesta semana que as importações de 2017/18 devem atingir 95
milhões de toneladas.
(Por Dominique Patton)
((Tradução Redação São Paulo 56447764))
REUTERS NS LC


Assuntos desta notícia