Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 8 Dez (Reuters) – A administradora de shopping
centers Iguatemi está monitorando oportunidades de
aquisições na indústria, mas espera pouca movimentação na
modalidade em que atua de empreendimentos premium nos próximos
meses, disse nesta sexta-feira a diretora de Relações com
Investidores e Planejamento, Roberta Noronha.
"O ativo tem que estar aderente ao nosso portfólio, temos
esse mapeamento…Se oportunidades aparecerem vamos nos
posicionar", afirmou em reunião com investidores, em São Paulo.
Ela destacou, contudo, que acordos com concorrentes que
atuam no mesmo segmento premium são menos prováveis por causa da
disputa pela gestão do empreendimento.
"Não administramos só um de todos os nossos ativos…Mas não
tem desconforto por parte da empresa de não haver movimentação
muito intensa de fusões e aquisições", comentou a executiva.
Roberta afirmou, ainda, que a melhora do humor é um sinal
positivo para 2018, mas incertezas devem persistir em razão das
eleições. "A tendência é positiva Só que precisamos de
consistência e, como país, ainda não chegamos lá, então o ano
que vem requer atenção", disse a diretora de RI.
Segundo ela, a Iguatemi não deve zerar os descontos em
aluguel de lojistas em 2018. "A premissa básica para os
descontos é que o lojista esteja vendendo mais. Não é porque
eles tiveram um ou dois trimestres positivos que já estão
estáveis, é uma parceria", explicou.
Além disso, esforços para melhorar o mix de lojas devem
contribuir para um aumento da taxa de ocupação já a partir do
quarto trimestre deste ano, acrescentou Roberta.
Às 15h53, as ações do Iguatemi subiam 1,12 por cento, ante
alta de 0,9 por cento do Ibovespa . O papel entrou na
primeira prévia da carteira teórica do Ibovespa para o trimestre
de janeiro a março.

(Por Gabriela Mello; Edição de Raquel Stenzel)
(([email protected]; +55 11 56447719; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia