Clicky

IGP-M de junho divulgado, no ano acumula deflação de 1,95%

mm TD 728

Essa foi uma noite de sono um pouco mais tranquila para o governo. A CCJ aprovou o texto da Reforma Trabalhista e regime de urgência para tramitação na plenária (na teoria após duas sessões), o presidente Temer escolheu Raquel Dodge para chefiar a PGR no lugar de Rodrigo Janot, a partir de setembro. O PMDB vai escolher a nova liderança para substituir Renan Calheiros. O STF conclui hoje as decisões relacionadas com delações premiadas, mas Edson Fachin será o relator da Lava Jato e JBS.

Isso traz algum alívio aos mercados, mas temos que considerar a postura de dirigentes de bancos centrais na Europa de serem mais duros no trato da política monetária. Ontem a Bovespa teve dia de alta de 0,56%, e índice novamente pouco acima de 62000 pontos. Hoje tivemos mercados em alta na Ásia, Europa com comportamento misto nesse início de manhã e futuros americanos com comportamento indefinido.

No Japão, as vendas no varejo de maio subiram 2,0%, contra taxa anualizada de 3,25 no mês anterior. Na China, o PBOC (BC Chinês) sugeriu valorização do yuan na paridade de 6,794 do dólar e a moeda fechou valorizada. Na Alemanha, a confiança do consumidor de julho subiu para 10,6 pontos, vindo de 10,4 pontos no mês anterior. Na zona do euro, a confiança do consumidor ficou em -1,3 pontos como previsto. Ainda na zona do euro, o índice de sentimento econômico subiu para 111,1 pontos, no maior patamar desde agosto de 2007.

Na sequência dos mercados no exterior, o petróleo WTI negociado em NY mostrava alta de 1,32%, com o barril cotado a US$ 45,33. O euro era transacionado em alta para US$ 1,141 e notes americanos de 10 anos com taxa de juros em alta para 2,25%. O ouro operava em queda e a prata em alta na Comex e commodities agrícolas em alta na bolsa de Chicago. Minério de ferro estável na madrugada.

No Brasil, o CMN acaba de fixar a meta de inflação para 2019 em queda para 4,25% e projetou 2020 em 4,00%, com margem de tolerância de 1,5% para mais ou menos. Isso coloca o Brasil em rota de convergência com a tendência mundial. Tivemos deflação pelo IGP-M de junho de 0,67% (anterior -0,93%), deixando o ano com deflação de 1,95%. Em 12 meses, deflação de 0,78%, a primeira vez desde janeiro de 2007. A nota negativa fica por conta do governo ter possivelmente que elevar a CIDE e PIS e Cofins, como forma de garantir a meta de déficit primários de R$ 139 bilhões.

Na sequência dos mercados, os DIS começando o dia com queda de juros nos principais vencimentos, dólar em queda de 0,31% e cotado a R$ 3,273. Bovespa com alta no índice futuro de 0,57%. O petróleo em boa alta ajuda na valorização de Petrobras.

Ainda vamos ter a divulgação da última leitura do PIB americano do primeiro trimestre, com tendência de manutenção.

Bom dia e bons negócios.

Alvaro Bandeira
Economista-Chefe Home Broker Modalmais
Fonte: https://www.modalmais.com.br/blog/falando-de-mercado


Assuntos desta notícia