Clicky

Profitchart Pro 728×90

SÃO PAULO (Reuters) – O Índice Geral de Preços-Disponibilidade Interna (IGP-DI) acelerou a alta a 0,62 por cento em setembro, ante 0,24 por cento em agosto, informou a Fundação Getulio Vargas (FGV) nesta segunda-feira, resultado acima do esperado.

Pesquisa da Reuters com analistas indicava expectativas de avanço de 0,50 por cento do indicador.

MetaTrader 300×250

O Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA-DI), que responde por 60 por cento do indicador todo, teve alta de 0,97 por cento no período, sobre 0,26 por cento em agosto.

Os Bens Intermediários aceleraram a alta a 1,39 por cento no mês passado, ante avanço de 0,17 por cento em agosto, com destaque para o resultado do subgrupo materiais e componentes para a manufatura.

Os Bens Finais avançaram 0,3 por cento, após recuo de 0,39 por cento, especialmente pelo movimento do subgrupo

alimentos in natura, segundo a FGV.

As Matérias-Primas Brutas também colaboraram para o movimento ao subirem 1,34 por cento em setembro, ante 1,21 por cento, com destaque de alta para dos itens soja, milho e bovinos.

O Índice de Preços ao Consumidor (IPC-DI) apresentou queda de 0,02 por cento em setembro, após alta de 0,13 por cento no mês anterior. O IPC-DI corresponde a 30 por cento do IGP-DI.

A maior contribuição do IPC-DI veio do grupo Habitação, com queda de 0,4 por cento, ante alta de 0,23 por cento, graças ao movimento do item tarifa de eletricidade residencial.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC-DI) subiu 0,06 por cento no mês passado, depois de avançar 0,36 por cento em agosto. O INCC representa 10 por cento do IGP-DI.

O IGP-DI é usado como referência para correções de preços e valores contratuais. Também é diretamente empregado no cálculo do Produto Interno Bruto (PIB) e das contas nacionais em geral.

(Por Thaís Freitas)
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20171009T112511+0000


Assuntos desta notícia

Join the Conversation