Clicky

MetaTrader 728×90

Por Rachel Armstrong e Lawrence White
LONDRES, 12 Out (Reuters) – O HSBC escolheu John
Flint como próximo presidente-executivo, com um recém-chegado
novo chefe no Conselho de Administração da companhia optando por
um funcionário da própria instituição para liderar uma busca por
crescimento na receita no maior banco europeu.
Flint, que gerencia o setor de varejo e gestão de patrimônio
fora de Londres, vai assumir como CEO em fevereiro do ano que
vem, quando Stuart Gulliver, 58 anos, se aposentar depois de
sete anos no posto.
A indicação é a primeira grande decisão tomada por Mark
Tucker, ex-chefe no grupo AIA, que oficialmente assumiu o seu
posto no HSBC há apenas 12 dias, quando foi nomeado como o
primeiro presidente do Conselho do banco escolhido fora da
instituição.
Flint, que trabalha no banco desde 1989 e não tem relação de
parentesco com Douglas Flint, antecessor de Tucker, é visto por
outros executivos do HSBC como uma opção segura.
Durante a sua carreira no HSBC, Flint, de 49 anos, trabalhou
em diversos setores e passou os seus primeiros 14 anos na Ásia,
o que lhe dá uma experiência vista como vital para a função de
CEO.
"Ele tem grande entendimento e respeito pela tradição do
HSBC e tem a paixão para construir o banco para a próxima
geração", disse Tucker num comunicado.
Flint apareceu como favorito ao cargo nos últimos seis
meses, uma vez que as expectativas de que o banco poderia
escolher o seu primeiro CEO vindo de fora da empresa em 150 anos
de história se reduziram logo após um aumento no preço de suas
ações.
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519))
REUTERS LC


Assuntos desta notícia