Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

BRASÍLIA (Reuters) – É importante que a equipe econômica avalie o cenário e estude medidas de estímulo a setores que ainda não estão reagindo, disse o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, nesta segunda-feira, pontuando que o governo acompanha a construção civil com cuidado e atenção.

Durante evento de lançamento do cartão Reforma para famílias de baixa renda, Meirelles avaliou que o ritmo de atividade da construção civil "está um pouco atrás" e que isso é normal porque o processo de planejamento, construção e venda de imóveis demora mais tempo.

MetaTrader 300×250

"Mas é importante que olhemos com muito cuidado esse setor, com muita atenção, porque é setor, primeiro, que gera empregos", acrescentou.

O ministro disse que o governo está "trabalhando intensamente em várias coisas referentes ao mercado da construção civil", mas se limitou a citar a implementação do cartão Reforma e a melhora do crédito imobiliário.

Meirelles disse ainda ser natural a existência de diferenças setoriais durante o processo de retomada econômica.

Na semana passada, o presidente Michel Temer anunciou um programa de 7 mil obras de infraestrutura, incluindo habitação para baixa renda, que consumirá 130,97 bilhões de reais até o fim de 2018.

(Por Marcela Ayres)
2017-11-13T202334Z_1_LYNXMPEDAC1OY_RTROPTP_1_BRAZIL-ECONOMY-PENSION.JPG urn:newsml:onlinereport.com:20171113:nRTROPT20171113202334LYNXMPEDAC1OY Meirelles em evento em Brasília OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20171113T202334+0000 20171113T202334+0000


Assuntos desta notícia

Join the Conversation