Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

CHICAGO, 16 Mai (Reuters) – Os contratos futuros da soja
negociados na Bolsa de Chicago caíram 1,9 por cento nesta
quarta-feira, ficando abaixo dos 10 dólares por bushel pela
primeira vez desde 4 de abril, por renovação dos medos de que
disputas comerciais desacelerem a demanda na China, maior
comprador mundial da oleaginosa.
Os contratos futuros do trigo terminaram em alta por
cobertura de vendidos, se recuperando de uma mínima de três
semanas atingida na terça-feira, enquanto o milho teve perdas.
O contrato julho da soja teve baixa 19 centavos de
dólar, a 9,9975 dólares o bushel.
Os comerciantes estavam avaliando as perspectivas de uma
resolução para um impasse comercial entre Washington e Pequim.
"Nós gostaríamos de ver que vamos ter alguma estabilidade
renovada", disse Bill Gentry, corretor na Risk Management
Commodities. "Até vermos o próximo negócio realmente construtivo
acontecer, vamos ficar imaginando."
O trigo para julho negociado em Chicago encerrou em
alta de 0,75 centavo de dólar, a 4,9475 dólares o bushel.
A série de seis sessões negativas em sete dias que cortou
8,7 por cento do valor do contrato atraiu alguns compradores de
barganha.
"O trigo de Chicago está subvalorizado no momento, quando
você olha as previsões de oferta global", disse Ole Houe,
analista na IKON Commodities. "Temos problemas com as safras nos
Estados Unidos e na Austrália".
Por fim, o contrato julho do milho teve perda de 3
centavos de dólar, para 3,9925 dólares o bushel.
Os declínios do milho foram limitadas por previsões que
apontavam chuvas em partes do Meio-Oeste norte-americanos. As
precipitações podem atrapalhar os últimos estágios do plantio.
(Por Gus Trompiz e Naveen Thukral in Singapore)
((Tradução Redação São Paulo, +5511 5644 7721))
REUTERS IM JRG


Assuntos desta notícia

Join the Conversation