Clicky

MetaTrader 728×90

Por Paul Kilby
NOVA YORK, 2 Mai (IFR) – A agência de classificação de risco
Fitch rebaixou a nota de crédito da Andrade Gutierrez Engenharia
(AGE) para 'default restrito'(RD), ante 'B-" , depois que a
empresa não fez o pagamento do principal de um título garantido
por ela, informou na terça-feira o IFR, um serviço da Thomson
Reuters.
O título com vencimento em 30 de abril e cupom de 4 por
cento, emitido pela Andrade Gutierrez International SA , também
foi rebaixado para C ante B-.
A agência de rating observou que não há período de carência
para o pagamento do principal do bônus de 500 milhões de
dólares, dos quais 155 milhões dólares tinham sido recomprados
pela empresa.
Se a Andrade Gutierrez Engenharia pedir falência, a Fitch
poderá rebaixá-la para D.
A empresa tem lutado para honrar os pagamentos de seus bônus
com apenas 665 milhões de reais em caixa, ou 34 por cento dos
1,9 bilhão de reais em dívida vencendo no curto prazo, disse a
Fitch.
Na semana passada, a imprensa brasileira noticiou que a
controladora Andrade Gutierrez estava negociando um empréstimo
de 500 milhões de dólares com a gigante de gestão de ativos
Pimco, para que pudesse pagar o título.
Como parte do contrato de empréstimo com a Pimco, a empresa
estava oferecendo ações da empresa de transporte rodoviário CCR
.
Desde que foi lançado em 2013, ao preço de 99,4 por cento do
valor de face, o bônus de 2018 caiu para 58,75 por cento em 30
de setembro de 2015, depois que a empresa foi envolvida na
investigação de corrupção Lava Jato.
O preço dos bônus subiu lentamente até chegar a 99,75 por
cento em 23 de abril, mas caiu para 91,75 por cento na
sexta-feira, de acordo com dados da Thomson Reuters.
A falta de pagamento da Andrade Gutierrez vem depois que a
empresa de engenharia brasileira Odebrecht SA – também envolvida
na Lava Jato – disse na semana passada que não faria o pagamento
do principal no prazo.
Para ver o noticiário do IFR, acesso www.ifrmarkets.com
((Tradução Redação São Paulo, +5511 5644 7719))
REUTERS RBS FB


Assuntos desta notícia