Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

O Federal Reserve manteve as taxas de juros inalteradas. A decisão se deu com a instituição afirmando que a economia dos Estados Unidos ainda estava em um caminho de crescimento moderado, apesar de um aumento na confiança dos consumidores e empresas desde a eleição de Donald Trump em 08 de novembro do ano passado.

Como esperado, a presidente da Fed Janet Yellen e seus colegas votaram para deixar a taxa dos fundos federais em uma faixa de 0,5% a 0,75%. O voto do Comitê de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês ) foi unânime.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Em uma declaração, o Fed observou que “as medidas de consumidor e sentimento empresarial melhoraram nos últimos tempos”, mas disse que o investimento empresarial permanece “suave”.

“A postura da política monetária permanece acomodativa, apoiando assim um maior reforço das condições do mercado de trabalho e um retorno à inflação de 2%”, diz o comunicado.

Em dezembro, o Fed sinalizou que quer aumentar as taxas de juros três vezes este ano. O mercado espera duas subidas de taxas, com a primeira vinda em junho.

A declaração do Fed não pode alterar as expectativas do mercado. Os economistas especularam que o Fed não queria enviar um sinal mais forte dada a incerteza sobre as perspectivas econômicas, especialmente se o Congresso entregar as políticas pró-crescimento prometidas pelo presidente Donald Trump.

Na próxima reunião do Fed, meados de março, mais detalhes devem ser conhecidos sobre os planos republicanos para impostos e gastos com infraestrutura, disseram analistas. Além disso, haverá mais informações sobre se o aumento de negócios e sentimento do consumidor mencionado na declaração traduz-se na melhoria real da economia.

Economistas estão prevendo que o crescimento do PIB irá acelerar a uma taxa de 2,4% no primeiro trimestre de uma taxa de 1,9% no quarto trimestre. Isso seria muito mais rápido do que a anêmica taxa de 0,8% observada nos primeiros três meses de 2016.

Se Yellen quer enviar um sinal para os mercados sobre a possibilidade de aumentar as taxas em março, sua primeira chance será quando ela testemunha ao Congresso em 15 de fevereiro.

Com apoio de agências internacionais


Assuntos desta notícia