Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 1 Dez (Reuters) – As exportações de café verde do
Brasil em novembro tiveram queda de cerca de 10 por cento na
comparação com igual mês de 2016, mostraram dados da Secretaria
de Comércio Exterior (Secex) divulgados nesta sexta-feira.
O país exportou 2,7 milhões de sacas de 60 kg de café em
novembro, ante 2,64 milhões em outubro e 3 milhões há um
ano.
Com isso, o volume embarcado no acumulado de 2017 foi a
quase 25 milhões de sacas, ante 27,5 milhões de sacas em igual
período de 2016, e confirma a expectativa de que o país fechará
o ano com embarques menores pelo segundo ano consecutivo.
Maior exportador global de café, o Brasil vem perdendo seu
peso no comércio da commodity desde 2015, quando embarcou um
volume recorde.
O motivo por trás disso foi principalmente a quebra de
produção de robusta no Espírito Santo em 2015 e 2016 por causa
da seca, que apertou as reservas da variedade e fez o país
perder clientes no exterior.
Para 2018, a previsão também é de exportações também
tímidas.

AÇÚCAR
Em novembro, o Brasil exportou 1,83 milhão de toneladas de
açúcar bruto, expressiva queda de 25,6 por cento ante outubro e
de 11,5 frente igual mês de 2016.
O recuo reflete uma concentração de vendas nos primeiros
meses da safra 2017/18 no centro-sul, iniciada em abril, para
honrar contratos, e também a preferência mais recente das usinas
pelo etanol, que tem se mostrado competitivo ante a gasolina em
alguns Estados.
Ao longo do mês passado, a fila de navios programados para
embarcar açúcar nos portos brasileiros diminuiu 50 por cento, o
que aponta para vendas menores também em dezembro.
No acumulado de 2017, o Brasil exportou 26,4 milhões de
toneladas, alta de 2,3 por cento ante os 11 primeiros meses de
2016.

MetaTrader 300×250

(Por José Roberto Gomes; Edição de Roberto Samora)
(([email protected]; 55 11 5644 7762; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia