Clicky

MetaTrader 728×90

WASHINGTON, 13 Abr (Reuters) – A carne suína dos Estados
Unidos será importada pela primeira vez pela Argentina desde
1992, sob novas regras técnicas e de segurança, disseram nesta
sexta-feira o Departamento de Agricultura (USDA) e o Escritório
do Representante de Comércio dos EUA (USTR, na sigla em inglês).
Os requisitos técnicos implementam um acordo anunciado em
agosto passado, após uma reunião entre o presidente da
Argentina, Mauricio Macri, e o vice-presidente dos EUA, Mike
Pence, em Buenos Aires.
A Argentina bloqueou as importações de carne suína dos EUA
por cerca de 26 anos, citando preocupações com a saúde animal. O
acordo deve abrir um mercado potencial de 10 milhões de dólares
por ano para os produtores de suínos nos EUA, disseram as
agências dos EUA.
Os Estados Unidos, o maior exportador de carne suína do
mundo, com vendas globais de 6,5 bilhões de dólares, exportam
cerca de 27 por cento de sua produção, o que torna o país
altamente dependente dos mercados estrangeiros em uma época em
que a oferta cresce sazonalmente.
Japão, México e Canadá são os três principais destinos da
carne suína dos EUA.
(Por David Lawder)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS JRG MPP


Assuntos desta notícia

Join the Conversation