Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Joel Schectman e David Brunnstrom
WASHINGTON, 21 Nov (Reuters) – Os Estados Unidos impuseram
sanções nesta terça-feira contra 13 organizações chinesas e
norte-coreanas que Washington acusou de ajudarem a evitar
restrições nucleares contra Pyongyang e apoiarem o país através
de comércio.
O Tesouro dos EUA anunciou a ação em seu site, um dia após o
presidente Donald Trump colocar a Coreia do Norte de volta em
uma lista de Estados patrocinadores de terrorismo.
As novas sanções demonstram o foco do governo Trump em
prejudicar comércio entre a China e a Coreia do Norte, o que os
EUA dizem ser essencial para pressionar Pyongyang para se
afastar de sua ambição de desenvolver um míssil de ponta nuclear
capaz de atingir os EUA.
"Esta designação irá impor novas sanções e penalidades sobre
a Coreia do Norte e pessoas relacionadas e apoia nossa campanha
de pressão máxima para isolar o regime assassino", disse o
secretário do Tesouro dos EUA, Steven T. Mnuchin.
As sanções incluem entrada de três companhias chinesas na
lista negra, Dandong Kehua Economy & Trade Co., Dandong Xianghe
Trading Co., e Dandong Hongda Trade Co., que o Departamento do
Tesouro dos EUA informou terem feito juntas mais de 750 milhões
de dólares em comércio com a Coreia do Norte.
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS TR


Assuntos desta notícia