Clicky

MetaTrader 728×90

MILÃO, 21 Nov (Reuters) – A elétrica italiana Enel
anunciou nesta terça-feira que concentrará 80 por cento do
crescimento dos investimentos entre 2018 e 2020 na Itália, na
península Ibérica e na América Central e do Norte, enquanto
reduzirá os investimentos na América do Sul, uma região que o
grupo acredita que pode enfrentar novos riscos.
Em seu plano de negócios 2018-2020, que prevê aportes totais
de 24,6 bilhões de euros, o grupo italiano se comprometeu a
gastar mais para modernizar suas redes em mercados maduros, como
o dos Estados Unidos, a fim de se preparar para uma era em que
eletrodomésticos estarão conectados à internet e a tecnologias
de energias limpas.
Nesse sentido, a Enel explicou que grande parte dos 17
bilhões de euros que planeja investir nos próximos dois anos em
mercados estabelecidos será destinada a redes de distribuição de
energia e geração renovável.
Isso permitiria a instalação dos chamados "medidores
inteligentes" de energia nas residências para aproveitar a
chamada "internet das coisas", que permite que equipamentos
domésticos como lavadores e geladeiras se conectem à rede.
Assim como outras elétricas de toda a Europa, a Enel está
remodelando seu negócio para enfrentar a queda de suas margens
nos negócios de geração tradicional, e quer oferecer novos
serviços para atender melhor às demandas dos clientes e capturar
novos usuários.
A Enel também disse que pretende vender mais 3,2 bilhões de
euros em ativos até 2020. A empresa ainda deve destinar 2,3
bilhões de euros para comprar de volta ações de minoritários e 2
bilhões de euros para comprar ativos de distribuição de energia
e negócios de soluções eletrônicas.
No Brasil, a elétrica já admitiu interesse em avaliar a
possível aquisição de distribuidoras de energia que a estatal
Eletrobras quer privatizar no início de 2018.
(Por Stephen Jewkes)
((Tradução Redação São Paulo, 55 11 5644 7519))
REUTERS LC RS

(([email protected]; 5511 5644 7519;
Reuters Messaging: [email protected]
– Twitter: @AnaliseEnergia))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia