Clicky

MetaTrader 728×90

SÃO PAULO, 9 Nov (Reuters) – O faturamento da indústria de
materiais de construção do Brasil em outubro cresceu pelo
segundo mês consecutivo, puxado pelas vendas ao varejo e pela
maior negociação de imóveis em algumas capitais brasileiras,
informou nesta quinta-feira a associação que representa o setor,
Abramat.
As vendas do setor em outubro subiram 3,7 por cento sobre
igual período do ano passado e 4,2 por cento ante setembro. "A
injeção de recursos públicos em obras e crédito imobiliário pode
fomentar ainda mais, no curto prazo, esse princípio de
recuperação", afirmou o presidente da Abramat, Walter Cover, em
nota.
Nos 10 primeiros meses do ano, o faturamento ainda apresenta
queda de 4,6 por cento na comparação com o mesmo intervalo de
2016, mas a associação observou que a retração nas vendas do
setor vem diminuindo desde maio, quando era de 7,1 por cento.
O resultado acumulado até outubro já é melhor que a queda de
5 por cento projetada para o ano de 2017, destacou a Abramat. Em
12 meses, contudo, o faturamento ainda acumula baixa de 5,2 por
cento.
A associação ainda não dispõe de projeções para 2018, mas
adianta que o setor considera improvável uma nova retração nas
vendas e já cogita pelo menos estabilidade.
"É cedo para sabermos até onde essa recuperação irá. Nesse
momento é de suma importância que o país continue a reduzir sua
taxa de desemprego, o maior responsável pela postergação de
compras e do investimento privado", disse Cover no comunicado.

(Por Gabriela Mello, edição Flavia Bohone)
(([email protected]; 551156447553; Reuters
Messaging: [email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation