Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

(Atualiza cotações e acrescenta comentário de analista)
SÃO PAULO, 8 Mai (Reuters) – As ações da Petrobras avançavam
nos primeiros negócios desta terça-feira, após divulgação do
resultado trimestral e anúncio de que o conselho de
administração aprovou a distribuição de remuneração antecipada
aos acionistas sob a forma de Juros sobre o Capital Próprio
(JCP) no valor de 652,2 milhões de reais.

– Às 10:45, as preferenciais subiam 1,19 por
cento e as ordinárias avançavam 0,97 por cento,
enquanto o Ibovespa operava estável.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

– A Petrobras teve lucro líquido de 6,96 bilhões de reais no
primeiro trimestre, alta de 56,5 por cento na comparação com o
mesmo período do ano passado, no melhor resultado da empresa
desde 2013, em meio a preços mais altos do petróleo e ganhos com
vendas de áreas petrólíferas.

– "A Petrobras reportou um resultado sólido para o primeiro
trimestre de 2018", escreveu o analista André S. Hachem, do Itaú
BBA, em nota a clientes, na qual reafirmou recomendação
'outperfom' para as ações da companhia, com preço-alvo de 26
reais para as ações preferenciais.

– "Nós esperamos que a Petrobras apresente melhores
resultados operacionais, impulsionados pela contínua redução de
custos e pela recuperação da participação no mercado doméstico
de combustíveis em 2018, particularmente durante o segundo
semestre de 2018", destacou Hachem.

– O analista também listou como outros catalisadores
importantes o programa de venda de ativos, a entrega efetiva de
plataforma flutuante (FPSO) e a liquidação da transferência de
direitos, mas ponderou que os preços do petróleo e o ambiente
político no Brasil continuarão a ser os principais fatores (e
riscos) para as ações, particularmente em um ano de eleição
presidencial.

– O movimento das ações da companhia tinha ainda como pano
de fundo a fraqueza dos preços do petróleo no exterior após
atingirem máximas de três anos e meio, com investidores
esperando por uma decisão do presidente norte-americano Donald
Trump mais tarde sobre sanções contra o Irã.

(Por Paula Arend Laier
Edição de Raquel Stenzel)
(([email protected]; +55 11 5644 7764; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia

Join the Conversation