Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

SANTIAGO, 17 Abr (Reuters) – A Latam Airlines e um sindicato
de comissários de bordo da subsidiária LAN Express chegaram a um
acordo inicial nesta terça-feira, afirmou a empresa, mas o
sindicato alertou que a greve que já dura uma semana continuará
até que haja um acordo.
A vice-presidente da Latam Claudia Sender disse que as
partes obtiveram acordo, mas que a empresa seguirá reagendando
voos no curto prazo até que detalhes sejam concluídos.
"No início desta manhã, juntamente com o sindicato, nós
chegamos a um acordo total entre as duas partes", disse Sender.
O Sindicato de Comissários de Bordo da LAN Express com cerca
de mil membros, que iniciou as paralisações em 10 de abril,
afirmou que os trabalhadores não comentariam o acordo ou os
termos até que uma assembleia ou votação sejam realizadas.
"A reunião (com a Latam) terminou às três da manhã e eles
decidiram não falar até depois da assembleia", afirmou Nancy
Aranciaba, uma porta-voz do sindicato. "A greve continua".
Sender disse que a Latam se reuniria novamente nesta terça
com o sindicato para assinar a versão preliminar do acordo.
O sindicato citou a duração das rotações e os salários de
novos funcionários como principais pontos durante meses de
negociações com a empresa.
A greve impactou voos principalmente dentro do Chile, mas
também afetou conexões regionais em toda a América do Sul.
Na véspera, a Latam disse à Reuters que cancelou 1.134 voos
até 21 de abril, e que a paralisação afetaria pelo menos 196 mil
passageiros.
A aérea foi criada em 2012 por meio da fusão da chilena LAN
com a brasileira TAM. O grupo, sediado em Santiago, tem unidades
em operação na Argentina, Brasil, Chile, Colômbia, Equador,
Paraguai e Peru.
(Por Dave Sherwood e Antonio De la Jara)
((Tradução Redação São Paulo; 55 11 56447553))
REUTERS GM AAP


Assuntos desta notícia

Join the Conversation