Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

(Repete texto publicado na noite de terça-feira sem alterações)
Por Aluisio Alves
SÃO PAULO, 8 Mai (Reuters) – A Multiplus viu seu
lucro cair no primeiro trimestre, sob os efeitos conjuntos da
queda do juro e da alta do dólar, embora a base de clientes
tenha crescido, assim como o volume de acúmulo e de resgate
pontos.
O lucro líquido da gestora de programa de fidelidade de
clientes da companhia aérea Latam , de 98,2 milhões de
reais de janeiro a março, foi 27 por cento menor do que um ano
antes.
No período, os pontos emitidos atingiram o recorde de 26,5
bilhões, avanço de 7,8 por cento em 12 meses. O resgate de
pontos subiu 15,9 por cento, a 22,4 bilhões, também foi recorde.
No fim de março, a base de participantes atingiu 19,9 milhões de
pessoas, aumento anual de 16,3 por cento.
No entanto, o volume financeiro de pontos emitidos foi de
640,7 milhões de reais, queda de 3,4 por cento ano a ano. E a
receita líquida teve retração de 16,3 por cento, 172,1 milhões.
Segundo o presidente-executivo da Multiplus, Roberto
Medeiros, a queda no resultado refletiu em parte os efeitos da
valorização do dólar frente ao real.
"Com o dólar mais alto, muitos clientes preferiram usar
pontos para pagar passagens e reservas de hotel, em vez de
dinheiro, e isso afetou nosso resultado", disse Medeiros à
Reuters.
Na véspera, a rival Smiles divulgou que também
teve queda da receita e do lucro no primeiro trimestre no
comparativo anual. A piora refletiu entre outros itens o recuo
na receita financeira, resultado da queda da Selic.
No caso da Multiplus, a receita financeira desabou 41,9 por
cento no primeiro trimestre, para 25,2 milhões de reais.
Por outro lado, assim como aconteceu com a Smiles, a taxa de
breakage, que mede quanto dos pontos acumulados venceram sem
terem sido resgatados pelos clientes, subiu de 16,8 para 17,6
por cento. Na prática, o breakage representa um ganho fácil para
a empresa de programa de fidelidade.
Segundo Medeiros, a conjuntura de juros mais baixos e dólar
apreciado pode continuar a influenciar os resultados da
Multiplus nos próximos trimestres.
Em contrapartida, a empresa deve ter resultados operacionais
crescentes, uma vez que os frutos de parcerias internacionais
passem a ampliar a base de clientes.
A Multiplus fechou em setembro acordo com a Latam por meio
do qual passou a ser o programa exclusivo de milhagem da
companhia aérea para América do Norte e Europa.
Além disso, a Multiplus fechou acordo para um cartão de
crédito co-branded com o US Bank, nos Estados Unidos. Com isso,
a empresa terá um acréscimo de 1 milhão de participantes à base
de clientes.
"Esse aumento deve começar a surtir efeito a partir dos
resultados do terceiro trimestre", disse Medeiros.

(Edição Alberto Alerigi Jr.)
(([email protected]; + 55 11 5644-7712;
Reuters Messaging:
[email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia