Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Acompanhe o resumo dos principais resultados financeiros de empresas brasileiras referentes ao terceiro trimestre e acumulado do ano apresentados na noite desta segunda-feira (13) e hoje.

Petrobras – A Petrobras informou ontem á noite que teve lucro líquido de R$ 266 milhões no 3T17, abaixo da expectativa bilionária do mercado, em meio a eventos não recorrentes, como contingências judiciais e adesão a programas de regularização tributária, que totalizaram cerca de R$ 3,5 bilhões. Mesmo assim, a empresa conseguiu reverter um prejuízo de R$ 16,5 bilhões no mesmo período do ano passado, que havia sido amplamente impactado por baixas contábeis, dentre outras questões. Assim, o resultado final ficou abaixo do consenso do mercado, que apontava para um lucro de R$ 3,2 bilhões entre julho e setembro deste ano, mas se desconsiderado este não recorrente o resultado teria vindo bom.

MetaTrader 300×250

OI – A empresa teve lucro líquido de R$ 8 milhões no 3T17, revertendo resultado negativo de R$ 1,2 bilhão no mesmo período do ano passado, divulgou a empresa em recuperação judicial em seu “Press-Release” ontem á noite. O Ebitda ficou em R$ 1,6 bilhão, queda de 2,4% sobre mesmo período de 2016. A companhia, que pediu recuperação judicial em junho do ano passado sob peso de R$ 65 bilhões em dívidas e que até agora não conseguiu chegar a acordo com credores, teve queda de 7,3% nas unidades geradoras de receita, pressionadas por recuo de 10% em serviços de telefonia móvel. Sua dívida líquida ao final de setembro somou R$ 44,1 bilhões, ante R$ 44,5 bilhões ao fim de junho. O caixa ficou em R$ 7,7 bilhões, alta de 8% no ano a ano e de 4% na comparação trimestral.

Marfrig – A empresa apresentou receita líquida de R$ 4,8 bilhões no 3T17, +11% em relação ao 3T16, impactada pela alta de 22% no volume de bovinos, após a empresa acelerar a expansão de unidades no Brasil, incluindo algumas que haviam sido temporariamente fechadas durante o ciclo negativo. Por outro lado, as despesas com vendas, gerais e administrativas somaram R$ 252 milhões e ficaram estáveis em relação ao 3T16. Com isso, o resultado operacional da companhia medido pelo Ebitda ajustado atingiu R$ 490 milhões no 3T17, avanço ante os R$ 349 milhões de igual período do ano passado. O aumento das vendas, a estabilização das despesas operacionais e a queda das despesas financeiras fizeram a Marfrig reduzir o prejuízo no 3T17. O resultado final ficou negativo de R$ 58 milhões de julho a setembro, ante perda de R$ 156
milhões no mesmo período de 2016.

JBS – A companhia apurou um Ebitda de R$ 4,3 bilhões, alta de 37% na comparação anual. O seu lucro líquido ficou em R$ 323 milhões no 3T17, queda de 64% sobre o resultado de positivo de um ano antes. A JBS terminou setembro com uma relação de endividamento líquido/Ebitda de 3,4x em setembro, ante 4,2x no fim de junho. Um ano antes, a alavancagem registrada foi de 4,3x.

CPFL Energia – No 3T17 a receita operacional bruta da CPFL atingiu R$ 11 bilhões, +50% navcomparação com o mesmo período do ano anterior. Já o custo com energia elétrica, composto pela compra de energia para revenda e pelos encargos de uso dos sistemas de transmissão e distribuição, totalizou R$ 5,3 bilhões, registrando um aumento de 89,4% na mesma comparação. Por fim, o lucro líquido da CPFL Energia subiu 45% no 3T17, para R$ 390 milhões. Seu Ebitda do trimestre ficou em R$ 1,3 bilhão, +13,8%, também na comparação com o mesmo período do ano passado.

Eletrobras – A holding registrou em seu resultado do 3T17 um lucro líquido de R$ 550 milhões, que ficou 37% inferior ao verificado no mesmo período do ano passado. Segundo a empresa, no mesmo trimestre de 2016 foram contabilizados valores maiores em indenizações devidas pela união à companhia pela renovação antecipada de contratos de concessão (RBSE), o que explica a redução no resultado. A receita operacional líquida no trimestre foi de R$ 8,9 bilhões, aumento de 4% em relação ao 3T16. O total de investimentos da companhia no ano foi de R$ 3,8 bilhões, sendo que R$ 1,3 bilhão foi realizado somente no 3T17. Entre outros destaques do período estão a conclusão do Plano de Aposentadoria Extraordinária, com adesão de 2.108 empregados e economia de R$ 877 milhões por ano, equivalente a 95% da meta do plano. Sobre o plano de desestatização, o governo está finalizando seu modelo de alienação do controle, mas de uma forma que o governo ainda terá importante papel de decisão no conselho ou através de ”Golden
Shares”. Todas as informações são da Corretora Magliano.


Assuntos desta notícia

Join the Conversation