Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Costas Pitas
LONDRES, 22 Jan (Reuters) – A Peugeot afirmou
nesta segunda-feira que vai levar adiante planos de recuperação
para as fábricas de automóveis Vauxhall na Grã-Bretanha, depois
de concordar com novas negociações com o maior sindicato do
Reino Unidos.
O líder do sindicato reuniu-se com o presidente-executivo da
PSA, Carlos Tavares, para pedir novos investimentos na fábrica
de automóveis Vauxhall, após a montadora francesa informar que
reduziria em cerca de um terço a força de trabalho para combater
ineficiências.
A Peugeot adquiriu a Vauxhall e a Opel no ano passado,
quando comprou o braço deficitário da General Motors na Europa,
e conduziu um plano de reestruturação para retornar o negócio ao
lucro.
"Haverá mais reuniões para avançar rápido com esse plano de
recuperação para que os locais de produção da Vauxhall cheguem
ao mais alto nível de performance, depois de anos de
deterioração e em linha com o plano de recuperação PACE!", disse
a Peugeot em comunicado.
A instalação no porto de Ellesmere, no norte da Inglaterra,
fabrica o Astra Sports Tourer. A Peugeot deve decidir ainda
neste ano se produz modelos futuros no local –um importante
teste da capacidade britânica de se manter competitiva enquanto
deixa a UE.
Duas semanas atrás, a companhia informou que cortaria mais
250 empregos na fábrica, além dos 400 cortes anunciados no ano
passado, quando a unidade empregava 1.900 pessoas.
"Quando eu sentar em frente ao Sr. Tavares, direi 'nos dê
esse novo modelo'", escreveu Len McCluskey, do sindicato, ao
jornal local Liverpool Echo, antes da visita. "Então podemos
discutir as mudanças que a PSA pode buscar."
A Peugeot disse que os custos de fabricação na Grã-Bretanha
são duas vezes os da França, e que só conseguirá tomar uma
decisão sobre futuro investimento assim que essa questão for
abordada.
(Por Costas Pitas)
((Tradução Redação São Paulo; 55 11 56447553))
REUTERS GM MPP


Assuntos desta notícia