Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

Por Amanda Cooper
LONDRES, 29 Jan (Reuters) – Os preços do petróleo operam em
queda nesta segunda-feira, uma vez que o aumento da produção
norte-americana foi visto como prejudicial aos esforços
liderados pela Organização dos Países Exportadores de Petróleo
(Opep) e Rússia para cortar a oferta, mas as cotações, ainda
assim, devem ter os maiores ganhos para um janeiro em cinco
anos.
O petróleo Brent recuava 0,54 dólar, ou 0,77 por
cento, a 69,98 dólares por barril, às 9:12 (horário de
Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 0,24 dólar,
ou 0,36 por cento, a 65,9 dólares por barril.
Até o momento em janeiro, os preços do Brent já subiram
cerca de 6 por cento, a maior alta para o mês desde janeiro
desde 2013.
Um dos principais impulsionadores tem sido o dólar, que
perdeu 3,2 por cento em relação a uma cesta de moedas neste ano,
um declínio que foi exacerbado na semana passada, quando o
secretário do Tesouro dos EUA, Steven Mnuchin, sugeriu que o
governo do presidente Donald Trump prefere uma moeda mais fraca.
"O mercado está otimista. Um dos fatores que poderia
corrigir significativamente isso viria de um fortalecimento do
dólar", disse o estrategista da PVM Oil Associates, Tamas Varga.
(Reportagem adicional de Henning Gloystein)
((Tradução Redação São Paulo, 5511 56447765))
REUTERS JRG LC


Assuntos desta notícia