Clicky

MetaTrader 728×90

Por Camila Moreira
SÃO PAULO, 22 Nov (Reuters) – As articulações do governo
para garantir a aprovação da reforma da Previdência seguem
intensas, e o presidente Michel Temer oferecerá um jantar nesta
quarta-feira a deputados da base aliada para apresentar a nova
versão do texto.
Após o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia
(DEM-RJ), reconhecer que o governo está "muito longe" de obter
os 308 votos necessários, Temer fará mais uma investida levando
o relator da proposta, deputado Arthur de Oliveira Maia
(PPS-BA), para apresentar o novo texto, mais enxuto, aos
parlamentares.
Como parte das negociações, o governo deu início a uma
pequena reforma ministerial para angariar apoio à reforma
previdenciária, e o presidente do PMDB e líder do governo no
Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), afirmou que a Câmara está sendo
consultada e vai indicar um nome de "consenso" para a Secretaria
de Governo.
No entanto, um impasse que opõe os interesses da bancada do
PMDB com os partidos do chamado centrão pelo comando da
Secretaria de Governo pode fazer com que Temer desista, ao menos
durante as negociações em torno da votação da nova reforma da
Previdência, de trocar o titular do cargo e mantenha, por ora, o
tucano Antonio Imbassahy no posto.
Por ser uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC), a
reforma da Previdência precisa do apoio de 308 dos 513 deputados
em dois turnos de votação. Depois, também em dois turnos de
votação, o apoio de 49 dos 81 senadores.
No exterior, o foco fica a cargo da ata da última reunião de
política monetária do Federal Reserve, com o mercado já tendo
precificado uma alta de juros nos Estados Unidos em dezembro e
expectativas de mais aperto em 2018. O documento será divulgado
às 17h (horário de Brasília).

Confira os principais indicadores econômicos brasileiros e
internacionais com divulgação prevista para esta quarta-feira.
Os prognósticos são de analistas ouvidos pela
Reuters.:

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Veja como estavam os principais mercados financeiros
externos às 8:34 desta quarta-feira:
. O índice MSCI da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão
tinha alta de 0,48 por cento, a 568 pontos.
. O futuro do norte-americano S&P 500 subia 0,05 por
cento, a 2.597 pontos.
. O índice FTSEurofirst 300 tinha alta de 0,16 por
cento, a 1.527 pontos.
. Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,27
por cento, a 7.431 pontos.
. Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,24 por cento, a
13.135 pontos.
. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,03 por cento,
a 5.367 pontos.
. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de
0,55 por cento, a 22.449 pontos.
. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 0,70
por cento, a 10.063 pontos.
. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,44 por
cento, a 5.314 pontos.
. O petróleo tipo Brent em Londres avançava 0,99 por
cento, a 63,19 dólares por barril.
. O petróleo em Nova York subia 1,87 por cento, a
57,89 dólares por barril.
. O euro tinha ganho de 0,11 por cento, a 1,175
dólar.
. O índice do dólar sobre uma cesta de moedas perdia
0,12 por cento.

Veja como fecharam as bolsas asiáticas nesta quarta-feira:
. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,48 por cento,
a 22.523 pontos.
. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,62 por
cento, a 30.003 pontos.
. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,59 por cento, a
3.430 pontos.
. O índice CSI300 , que reúne as maiores companhias
listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,25 por cento, a 4.228
pontos.
. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,39
por cento, a 2.540 pontos.
. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,40
por cento, a 10.822 pontos.
. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se
0,19 por cento, a 3.430 pontos.
. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,38 por
cento, a 5.986 pontos.

Veja como fecharam os principais mercados financeiros na
terça-feira:
CÂMBIO
O dólar fechou a terça-feira em queda e na casa de 3,25
reais, com os investidores de olho na cena política local diante
das negociações do presidente Michel Temer para conseguir
colocar em votação a reforma da Previdência.
. Dólar/Real : -0,27%, a 3,2524 reais na venda;

BOVESPA
O principal índice acionário da B3 fechou em alta pelo
terceiro pregão seguido nesta terça-feira, com o tom positivo na
volta do feriado amparado nas articulações do presidente Michel
Temer para aprovação da reforma da Previdência, em sessão
marcada pelo vencimento de opções sobre ações.

. Ibovespa : +1,58%, a 74.594 pontos;
. Volume financeiro: R$13,56 bi.
. Índice dos principais ADRs brasileiros : %, a
pontos.
Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em
Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

BOLSAS DOS EUA
Os índices acionários dos Estados Unidos avançaram nesta
terça-feira, levando todos os três principais índices a
fechamentos recordes, liderados por ganhos no setor de
tecnologia, que reúne o melhor desempenho do ano.[]
. Dow Jones : +0,69%, a 23.590 pontos;
. Standard & Poor's 500 : +0,65%, a 2.599 pontos;
. Nasdaq : +1,06%, a 6.862 pontos;

JUROS
As taxas dos contratos futuros de juros fecham em queda
nesta terça-feira, com maior otimismo dos investidores diante
das articulações do presidente Michel Temer para ampliar sua
base de apoio e conseguir aprovar uma versão enxuta da reforma
da Previdência em breve.

mês ticker último fechamento variação
(%) anterior (p.p.)
(%)
JAN8 7,114 7,145 -0,031
APR8 6,93 6,94 -0,01
JAN9 7,19 7,21 -0,02
JAN21 9,25 9,31 -0,06
JAN23 10,01 10,11 -0,1

DÍVIDA

. Treasuries de 10 anos : rendimento em alta a
2,3702%, ante 2,361% no dia anterior;
. Global 26 : rendimento em alta a 4,3454%, ante
4,345% no dia anterior.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de
notícias da Reuters pelo código PAN/SA )

(Edição de Pedro Fonseca)
(([email protected]; 55 11 5644-7729; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia