Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

Por Camila Moreira
SÃO PAULO, 14 Nov (Reuters) – A terça-feira deve girar em
torno das expectativas sobre a reforma ministerial e as
consequências para a reforma da Previdência, com teleconferência
da Petrobras no radar após a estatal divulgar lucro abaixo da
expectativa.
Nota da Secretaria de Comunicação da Presidência informou,
poucas horas depois de o ministro das Cidades, Bruno Araújo, do
PSDB, pedir demissão do cargo, que o presidente Michel Temer
iniciará uma reforma ministerial com expectativa de que esteja
concluída até meados de dezembro.
A saída de Araújo precipitou um rearranjo na Esplanada dos
Ministérios com o aumento de espaço de partidos do centrão, que,
ao contrário dos tucanos, votaram praticamente coesos na
rejeição das duas denúncias criminais contra Temer.
Qualquer movimentação tem impacto direto nas negociações
envolvendo a reforma da Previdência. Para o presidente da Câmara
dos Deputados, Rodrigo Maia (DEM-RJ), se o governo conseguir
aprovar metade do que foi proposto será um passo importante para
controlar os gastos no Brasil. Ele diz que vai se empenhar para
que isso ocorra até o fim do ano ou início de 2018.
Pela manhã as atenções dos investidores se voltam para os
números das vendas no varejo em setembro, com expectativa em
pesquisa da Reuters de alta de 0,4 por cento sobre o mês
anterior, e para a teleconferência da Petrobras .
A petroleira informou na véspera que teve lucro líquido de
266 milhões de reais no terceiro trimestre, abaixo da
expectativa bilionária do mercado, em meio a eventos não
recorrentes, como contingências judiciais e adesão a programas
de regularização tributária, além de queda nas vendas de
combustíveis.
No fim do dia ainda são esperados os números de BR Malls,
Natura e Sabesp.

Confira os principais indicadores econômicos brasileiros e
internacionais com divulgação prevista para esta terça-feira. Os
prognósticos são de analistas ouvidos pela Reuters.:

MetaTrader 300×250

Veja como estavam os principais mercados financeiros
externos às 8:05 desta terça-feira:
. O índice MSCI da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão
tinha queda de 0,28 por cento, a 556 pontos.
. O futuro do norte-americano S&P 500 caía 0,10 por
cento, a 2.579 pontos.
. O índice FTSEurofirst 300 tinha queda de 0,23 por
cento, a 1.517 pontos.
. Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,11
por cento, a 7.423 pontos.
. Em FRANKFURT, o índice DAX subia 0,05 por cento, a
13.080 pontos.
. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,08 por cento,
a 5.345 pontos.
. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de
0,13 por cento, a 22.466 pontos.
. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 0,09
por cento, a 10.058 pontos.
. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,56 por
cento, a 5.287 pontos.
. O petróleo tipo Brent em Londres recuava 0,13 por
cento, a 63,08 dólares por barril.
. O petróleo em Nova York caía 0,23 por cento, a
56,63 dólares por barril.
. O euro tinha ganho de 0,42 por cento, a 1,1714
dólar.
. O índice do dólar sobre uma cesta de moedas perdia
0,18 por cento.

Veja como fecharam as bolsas asiáticas nesta terça-feira:
. Em TÓQUIO, o índice Nikkei ficou estável, a 22.380
pontos.
. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 0,10 por
cento, a 29.152 pontos.
. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,52 por cento, a
3.429 pontos.
. O índice CSI300 , que reúne as maiores companhias
listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,69 por cento, a
4.099 pontos.
. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de
0,15 por cento, a 2.526 pontos.
. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,03
por cento, a 10.687 pontos.
. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES
desvalorizou-se 0,59 por cento, a 3.399 pontos.
. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,88 por
cento, a 5.968 pontos.

Veja como fecharam os principais mercados financeiros na
segunda-feira:
CÂMBIO
O dólar encerrou a segunda-feira em alta e perto do nível de
3,30 reais, seguindo a trajetória da moeda norte-americana no
exterior e com os investidores atentos às negociações do governo
para tentar obter apoio para votar uma reforma da Previdência
mais enxuta.
. Dólar/Real : +0,55%, a 3,2986 reais na venda;

BOVESPA
O principal índice da bolsa paulista fechou no azul nesta
segunda-feira, ganhando força perto do fim do pregão, com o
pedido de demissão do ministro das Cidades reacendendo a
expectativa de que a reforma ministerial seja antecipada e dará
fôlego para o trâmite da reforma da Previdência.

. Ibovespa : +0,43%, a 72.475 pontos;
. Volume financeiro: R$8,05 bi.
. Índice dos principais ADRs brasileiros : %, a
pontos.
Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em
Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

BOLSAS DOS EUA
Os índices acionários dos EUA subiram nesta segunda-feira,
com uma queda acentuada nas ações da General Electric sendo mais
do que ofuscada por ganhos de setores com alto pagamento de
dividendos, incluindo bens de consumo e
concessionárias.
. Dow Jones : +0,07%, a 23.439 pontos;
. Standard & Poor's 500 : +0,10%, a 2.584 pontos;
. Nasdaq : +0,10%, a 6.757 pontos;

JUROS
As taxas dos contratos futuros de juros mais longos subiram
nesta segunda-feira, em sintonia com o comportamento do dólar
ante o real em meio ao ambiente de preocupações sobre a reforma
tributária norte-americana.

mês ticker último fechamento variação
(%) anterior (p.p.)
(%)
JAN8 7,165 7,177 -0,012
APR8 6,96 6,98 -0,02
JAN9 7,27 7,29 -0,02
JAN21 9,44 9,41 0,03
JAN23 10,25 10,18 0,07

DÍVIDA

. Treasuries de 10 anos : rendimento em alta a
2,4037%, ante 2,4% no dia anterior;
. Global 26 : rendimento em queda a 4,5867%,
ante 4,587% no dia anterior.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de
notícias da Reuters pelo código PAN/SA )

(Edição de)
(([email protected]; 55 11 5644-7729; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia

Join the Conversation