Clicky

MetaTrader 728×90

Por Camila Moreira
SÃO PAULO, 7 Jun (Reuters) – O leilão do pré-sal a ser
realizado nesta quinta-feira dividirá as atenções nesta sessão
com novas informações sobre o cenário político nacional e com a
mais forte atuação coordenada no mercado do Banco Central e do
Tesouro Nacional desde o início de maio.
Um recorde de 16 petroleiras se inscreveram para fazer
lances por quatro blocos do pré-sal, nas bacias de Campos e
Santos, que serão ofertados na chamada 4ª Rodada de Licitações
sob o regime de partilha de produção.
O diretor-geral da agência reguladora do setor de petróleo
(ANP), Décio Oddone, afirmou à Reuters que a expectativa é de
que executivos de algumas das maiores petroleiras do mundo façam
lances por todos os blocos ofertados, gerando receita de 3,2
bilhões de reais ao governo federal.
Já o cenário político que vêm causando turbulências nos
mercados com a proximidade das eleições presidenciais pode
ganhar novos dados nesta quinta, uma vez que está prevista a
divulgação de pesquisa encomendada pela XP Investimentos,
segundo o site do Tribunal Superior Eleitoral (TSE).
Refletindo preocupação com a cena política e fiscal, o dólar
se aproximou na véspera do patamar de 3,85 reais mesmo com as
atuações do BC. Assim, além de realizar as chamadas operações
compromissadas, com a venda de papeis a investidores mediante
compromisso de recompra pelo próprio governo dos mesmos títulos
em nove meses, BC e Tesouro também decidiram oferecer a
investidores uma porta de saída da dívida brasileira no médio
prazo.

Confira os principais indicadores econômicos brasileiros e
internacionais com divulgação prevista para esta quinta-feira.
Os prognósticos são de analistas ouvidos pela
Reuters.:

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Veja como estavam os principais mercados financeiros
externos às 7:46 desta quinta-feira:
. O índice MSCI da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão
tinha alta de 0,50 por cento, a 579 pontos.
. O futuro do norte-americano S&P 500 subia 0,03 por
cento, a 2.773 pontos.
. O índice FTSEurofirst 300 tinha alta de 0,10
por cento, a 1.513 pontos.
. Em LONDRES, o índice Financial Times recuava 0,11
por cento, a 7.703 pontos.
. Em FRANKFURT, o índice DAX subia 0,17 por cento, a
12.851 pontos.
. Em PARIS, o índice CAC-40 ganhava 0,30 por cento,
a 5.473 pontos.
. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha valorização de
0,18 por cento, a 21.847 pontos.
. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava alta de 0,84
por cento, a 9.873 pontos.
. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,20 por
cento, a 5.624 pontos.
. O petróleo tipo Brent em Londres avançava 0,92 por
cento, a 76,05 dólares por barril.
. O petróleo em Nova York subia 0,70 por cento, a
65,18 dólares por barril.
. O euro tinha ganho de 0,45 por cento, a 1,1826
dólar.
. O índice do dólar sobre uma cesta de moedas perdia
0,39 por cento.

Veja como fecharam as bolsas asiáticas nesta quinta-feira:
. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,87 por cento,
a 22.823 pontos.
. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,81 por
cento, a 31.512 pontos.
. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,20 por cento, a
3.108 pontos.
. O índice CSI300 , que reúne as maiores companhias
listadas em XANGAI e SHENZHEN, retrocedeu 0,18 por cento, a
3.830 pontos.
. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,69
por cento, a 2.470 pontos.
. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou alta de 0,45
por cento, a 11.251 pontos.
. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES valorizou-se
0,15 por cento, a 3.473 pontos.
. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,53 por
cento, a 6.057 pontos.

Veja como fecharam os principais mercados financeiros na
quarta-feira:
CÂMBIO
A preocupação com a cena fiscal e política local continuou
estressando os mercados nesta quarta-feira e o dólar fechou mais
um pregão em alta, a caminho do patamar de 3,85 reais, mesmo com
as atuações do Banco Central.
. Dólar/Real : +0,75%, a 3,8384 reais na venda;

BOVESPA
O Ibovespa, principal índice de ações da B3, fechou em queda
pelo segundo pregão seguido nesta quarta-feira, chegando a se
aproximar das mínimas do ano, com o cenário eleitoral incerto e
preocupações sobre a economia brasileira mantendo investidores
melindrados.
. Ibovespa : -0,68%, a 76.117 pontos;
. Volume financeiro: R$ 12,983 bi.
. Índice dos principais ADRs brasileiros : -1,15%, a
19.896 pontos.
Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em
Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

BOLSAS DOS EUA
Os índices de Wall Street subiram nesta quarta-feira
ajudados por ações financeiras, à medida que investidores
observavam fortes dados econômicos e temores de guerra comercial
ficaram em segundo plano, enquanto o Nasdaq fechou em alta pela
terceira sessão consecutiva.
. Dow Jones : +1,4%, a 25.146 pontos;
. Standard & Poor's 500 : +0,856737%, a 2.772 pontos;
. Nasdaq : +0,67%, a 7.689 pontos.

JUROS
As taxas dos contratos futuros de juros fecharam mais uma
sessão em alta, mas longe das máximas, diante do quadro fiscal
preocupante e o cenário eleitoral incerto, a despeito de o
Tesouro Nacional ter anunciado nova intervenção no
mercado.

mês ticker último fechamento variação
(%) anterior (p.p.)
(%)
JUL8 6,458 6,443 0,015
JAN9 6,975 6,904 0,071
JAN0 8,06 7,894 0,166
JAN21 9,23 9,054 0,176
JAN23 11,11 10,954 0,156

DÍVIDA
. Treasuries de 10 anos : rendimento em alta a
2,9736%, ante 2,919% no dia anterior;
. Global 27 : rendimento em queda a 5,2397%,
ante 5,361% no dia anterior.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de
notícias da Reuters pelo código PAN/SA )

(Edição de Pedro Fonseca)
(([email protected]; 55 11 5644-7729; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia