Clicky

MetaTrader 728×90

Por Camila Moreira
SÃO PAULO, 5 Dez (Reuters) – Os esforços do governo para
votar a nova versão da reforma da Previdência na semana que vem
na Câmara dos Deputados seguem a todo vapor, porém com um
otimismo maior diante da percepção de maior comprometimento de
líderes partidários.
A percepção sobre a capacidade do governo do presidente
Michel Temer de conseguir apoio político suficiente para tentar
colocar em votação o texto ainda neste ano vem dando direção aos
mercados, e o cenário agora é percebido como mais favorável após
rodada de conversas no fim de semana.
Segundo uma fonte, os dirigentes partidários agora estão
mais comprometidos em defender a aprovação da reforma da
Previdência com suas respectivas bancadas. O trabalho agora é
convencer os deputados da necessidade de votar o texto do
deputado, Arthur Oliveira Maia (PPS-BA).
Por sua vez o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo
Maia (DEM-RJ), disse que o governo ainda está distante de ter os
votos necessários, mas destacou que agora a base aliada está
organizada.
Em meio a esses esforços, Temer ainda articula a criação de
uma frente partidária para lançar um candidato para sucedê-lo na
corrida ao Palácio do Planalto em 2018.
A terça-feira ainda será marcada por encontro entre Temer e
o presidente da Bolívia, Evo Morales, além de evento à noite
organizado pela revista IstoÉ no qual o presidente participa
junto com o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.
Na pauta macroeconômica, o IBGE divulga às 9h os dados de
outubro da produção industrial, com expectativa em pesquisa da
Reuters de alta de 0,20 por cento na variação mensal e de 5,20
por cento na base anual.

Confira os principais indicadores econômicos brasileiros e
internacionais com divulgação prevista para esta terça-feira. Os
prognósticos são de analistas ouvidos pela Reuters.:

MetaTrader 300×250

Veja como estavam os principais mercados financeiros
externos às 8:18 desta terça-feira:
. O índice MSCI da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão
tinha queda de 0,31 por cento, a 551 pontos.
. O futuro do norte-americano S&P 500 subia 0,09 por
cento, a 2.640 pontos.
. O índice FTSEurofirst 300 tinha queda de 0,11 por
cento, a 1.520 pontos.
. Em LONDRES, o índice Financial Times avançava 0,13
por cento, a 7.348 pontos.
. Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,11 por cento, a
13.044 pontos.
. Em PARIS, o índice CAC-40 perdia 0,22 por cento, a
5.377 pontos.
. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização
de 0,05 por cento, a 22.350 pontos.
. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de
0,10 por cento, a 10.198 pontos.
. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,35 por
cento, a 5.382 pontos.
. O petróleo tipo Brent em Londres recuava 0,08 por
cento, a 62,4 dólares por barril.
. O petróleo em Nova York caía 0,33 por cento, a
57,28 dólares por barril.
. O euro tinha perda de 0,10 por cento, a 1,1852
dólar.
. O índice do dólar sobre uma cesta de moedas ganhava
0,01 por cento.

Veja como fecharam as bolsas asiáticas nesta terça-feira:
. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,37 por cento,
a 22.622 pontos.
. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,01 por
cento, a 28.842 pontos.
. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,20 por cento, a
3.303 pontos.
. O índice CSI300 , que reúne as maiores companhias
listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,52 por cento, a 4.039
pontos.
. Em SEUL, o índice KOSPI teve valorização de 0,34
por cento, a 2.510 pontos.
. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,79
por cento, a 10.566 pontos.
. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES
desvalorizou-se 0,01 por cento, a 3.438 pontos.
. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 recuou 0,23 por
cento, a 5.971 pontos.

Veja como fecharam os principais mercados financeiros na
segunda-feira:
CÂMBIO
O dólar fechou com leve queda ante o real nesta
segunda-feira, com o mercado um pouco mais otimista, mas ainda
cauteloso com a capacidade do governo do presidente Michel Temer
de conseguir apoio político suficiente para tentar votar a
reforma da Previdência na Câmara dos Deputados ainda neste ano.

. Dólar/Real : -0,29%, a 3,2471 reais na venda;

BOVESPA
O principal índice da bolsa paulista subiu nesta
segunda-feira, com a melhora do humor em relação ao andamento da
reforma da Previdência dando fôlego aos negócios, em sessão que
teve as ações da Vale entre as principais influências
positivas.
. Ibovespa : +1,14%, a 73.090 pontos;
. Volume financeiro: R$8 bi.
. Índice dos principais ADRs brasileiros : %, a
pontos.
Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em
Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

BOLSAS DOS EUA
O índice Dow Jones alcançou uma máxima recorde nesta
segunda-feira, com bancos e varejistas subindo e companhias de
tecnologia caindo à medida que investidores realinhavam seus
portfólios por esperanças de beneficiarem-se dos esperados
cortes de impostos corporativos.
. Dow Jones : +0,24%, a 24.290 pontos;
. Standard & Poor's 500 : -0,11%, a 2.639 pontos;
. Nasdaq : -1,05%, a 6.775 pontos;

JUROS
As taxas dos contratos futuros de juros recuaram nesta
segunda-feira, com os investidores um pouco mais otimistas com a
possibilidade de votação da reforma da Previdência ainda neste
ano depois que o governo passou o final de semana em intensas
negociações com a base aliada.

mês ticker último fechamento variação
(%) anterior (%) (p.p.)
JAN8 6,98 7,005 -0,025
APR8 6,845 6,86 -0,015
JAN9 7,06 7,09 -0,03
JAN21 9,23 9,32 -0,09
JAN23 10,13 10,24 -0,11

DÍVIDA

. Treasuries de 10 anos : rendimento em alta a
2,3776%, ante 2,363% no dia anterior;
. Global 26 : rendimento em queda a 4,3739%,
ante 4,408% no dia anterior.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de
notícias da Reuters pelo código PAN/SA )

(Edição de Camila Moreira)
(([email protected]; 55 11 5644-7729; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia

Join the Conversation