Clicky

MetaTrader 728×90

Por Camila Moreira
SÃO PAULO, 3 Mai (Reuters) – A mudança de atuação do Banco
Central no mercado de câmbio com oferta de um volume de
contratos de swap cambial acima dos que vencem em junho vai
refletir na sessão desta quinta-feira, enquanto no exterior
voltam a rondar as tensões com o comércio global.
O BC informou na véspera que a ação tem o "objetivo de
suavizar movimentos no mercado de câmbio". A última vez que o BC
ofereceu contratos de swap cambial em número superior aos
vincendos no mês foi em maio de 2017.
No exterior, após uma reunião do Federal Reserve sem
surpresas, o foco volta para as tensões comerciais entre China e
Estados Unidos com a chegada do secretário do Tesouro
norte-americano, Steve Mnuchin, a Pequim para negociações sobre
as tarifas.
As discussões devem cobrir uma série de reclamações dos EUA
sobre as práticas comerciais da China, mas um avanço é
considerado altamente improvável, especialmente porque a
embaixada norte-americana disse que sua delegação voltaria aos
EUA já na noite de sexta-feira.

Confira os principais indicadores econômicos brasileiros e
internacionais com divulgação prevista para esta quinta-feira.
Os prognósticos são de analistas ouvidos pela
Reuters.:

MetaTrader 300×250

Veja como estavam os principais mercados financeiros
externos às 8:15 desta quinta-feira:
. O índice MSCI da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão
tinha queda de 0,54 por cento, a 563 pontos.
. O futuro do norte-americano S&P 500 subia 0,11 por
cento, a 2.630 pontos.
. O índice FTSEurofirst 300 tinha queda de 0,27 por
cento, a 1.515 pontos.
. Em LONDRES, o índice Financial Times recuava 0,10
por cento, a 7.535 pontos.
. Em FRANKFURT, o índice DAX caía 0,35 por cento, a
12.758 pontos.
. Em PARIS, o índice CAC-40 perdia 0,31 por cento, a
5.511 pontos.
. Em MILÃO, o índice Ftse/Mib tinha desvalorização
de 0,43 por cento, a 24.161 pontos.
. Em MADRI, o índice Ibex-35 registrava baixa de
0,37 por cento, a 1.052 pontos.
. Em LISBOA, o índice PSI20 valorizava-se 0,05 por
cento, a 5.500 pontos.
. O petróleo tipo Brent em Londres recuava 0,59 por
cento, a 72,93 dólares por barril.
. O petróleo em Nova York caía 0,12 por cento, a
67,85 dólares por barril.
. O euro tinha ganho de 0,22 por cento, a 1,1976
dólar.
. O índice do dólar sobre uma cesta de moedas tinha
estabilidade.

Veja como fecharam as bolsas asiáticas nesta quinta-feira:
. Em TÓQUIO, o índice Nikkei permaneceu fechado.
. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,34 por
cento, a 30.313 pontos.
. Em XANGAI, o índice SSEC ganhou 0,65 por cento, a
3.101 pontos.
. O índice CSI300 , que reúne as maiores companhias
listadas em XANGAI e SHENZHEN, avançou 0,78 por cento, a 3.793
pontos.
. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de
0,73 por cento, a 2.487 pontos.
. Em TAIWAN, o índice TAIEX registrou baixa de 0,99
por cento, a 10.514 pontos.
. Em CINGAPURA, o índice STRAITS TIMES
desvalorizou-se 1,10 por cento, a 3.575 pontos.
. Em SYDNEY o índice S&P/ASX 200 avançou 0,80 por
cento, a 6.098 pontos.

Veja como fecharam os principais mercados financeiros na
quarta-feira:
CÂMBIO
O dólar fechou esta quarta-feira com alta de mais de 1 por
cento e muito perto do patamar de 3,55 reais, o maior em quase
dois anos, com o cenário externo ainda pesando após o banco
central dos Estados Unidos não reduzir expectativas de que os
juros podem subir mais do que o esperado no país.
. Dólar/Real : +1,30%, a 3,5491 reais na venda;

BOVESPA
O principal índice de ações da B3 fechou em queda nesta
quarta-feira, na volta do feriado, com o declínio de 4,5 por
cento de Itaú Unibanco respondendo pela maior pressão
de baixa após resultado trimestral, que não entusiasmou o
mercado.
. Ibovespa : -1,82%, a 84.547 pontos;
. Volume financeiro: R$ 11,633 bi.
. Índice dos principais ADRs brasileiros : -1,81%, a
23.498 pontos.
Para ver as maiores altas do Ibovespa, clique em
Para ver as maiores baixas do Ibovespa, clique em

BOLSAS DOS EUA
Os mercados acionários dos Estados Unidos caíram nesta
quarta-feira, uma vez que possíveis restrições a empresas de
telecomunicações chinesas reforçaram preocupações de
investidores sobre a piora nas relações comerciais entre EUA e
China.
. Dow Jones : -0,72%, a 23.925 pontos;
. Standard & Poor's 500 : -0,720582%, a 2.636 pontos;
. Nasdaq : -0,42%, a 7.101 pontos.

JUROS
As taxas dos contratos futuros de juros fecharam a
quarta-feira em alta, acompanhando o movimento do dólar frente
ao real diante da cena externa que, apesar de o Federal Reserve,
banco central dos Estados Unidos, ter mantido os juros, não
conseguiu reduzir expectativas de que as taxas podem subir mais
do que o esperado na maior economia do mundo.

mês ticker último fechamento variação
(%) anterior (%) (p.p.)
JUL8 6,249 6,242 0,007
JAN9 6,25 6,225 0,025
JAN0 6,99 6,96 0,03
JAN21 8 7,96 0,04
JAN23 9,2 9,16 0,04

DÍVIDA
. Treasuries de 10 anos : rendimento em queda a
2,964%;
. Global 27 : rendimento em alta a 4,71%.

(PANORAMA1 e PANORAMA2 são localizados no terminal de
notícias da Reuters pelo código PAN/SA )

(Edição de Pedro Fonseca)
(([email protected]; 55 11 5644-7729; Reuters
Messaging: [email protected]))


Assuntos desta notícia