Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

A Marfrig Global Foods, uma das maiores empresas do mercado mundial de proteína, permaneceu focada na entrega de seus resultados e mesmo num cenário de apreciação cambial e contração de margens de bovinos, entregou fluxo de caixa livre positivo em R$ 68 milhões no quarto trimestre de 2016.

Destaca-se a excepcional performance da Divisão Keystone, uma das líderes globais na produção de alimentos processados de origem animal, cujo EBITDA ajustado foi de US$ 66 milhões. Com margem EBITDA ajustada de 9,3%, a Companhia termina o quinto trimestre consecutivo com o indicador acima dos 9%. O melhor mix de vendas, com contribuição dos produtos livre de antibióticos nos Estados Unidos, a recuperação dos preços dos cortes de coxa e sobrecoxa após o fim do banimento às exportações e forte alta de volume nas regiões em que atua foram os fatores que contribuíram para esse desempenho.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

“Os bons resultados financeiros da Divisão Keystone refletem crescimento da ordem de 17% no volume de vendas nos mercados em que atua, com destaque para Austrália e Malásia”, diz o CEO da Marfrig Global Foods, Martín Secco.

Para a Divisão Beef, uma das maiores produtoras de carne bovina do mundo, o quarto trimestre refletiu a limitada disponibilidade de gado para abate no Brasil e a retração de margens do setor. Com uma apreciação de 14% do real e queda de 11% no volume das exportações, a receita líquida da divisão atingiu R$ 2,7 bilhões no quarto trimestre, 8% inferior ao do mesmo período do ano passado. O resultado foi parcialmente compensado pela alta no volume e nos preços praticados no mercado doméstico, com priorização no atendimento dos canais de food service e pequeno varejo, que cresceram seus volumes a taxas mais altas do que os demais canais. Em relação às exportações, o foco foi em atuar nos destinos mais rentáveis, como Ásia e Europa; com expansão de volume de 1.000 e 400 pbs, respectivamente.

“Apesar do cenário complexo, mantivemos nossa estratégia pautada na otimização do mix de vendas, com foco no atendimento dos canais de maior valor agregado”, explica Secco.

No ano, a receita líquida foi de R$ 19 bilhões, praticamente em linha com a receita apresentada em 2015. Contribuíram para esse resultado a depreciação do real em 4,8% e o maior volume de vendas da Divisão Keystone.

O EBITDA Ajustado 2016 foi de R$ 1,6 bilhão com margem de 8,2%. A retração de margens da Divisão Beef, consequência dos menores preços internacionais e do maior custo de gado, foi parcialmente compensada pelo contínuo sólido desempenho da Keystone.

A estratégia bem sucedida, pautada na sua disciplina financeira e operacional, permitiu que a Companhia reduzisse pela metade seu prejuízo líquido anual se consideradas suas operações continuadas. A Marfrig registrou um prejuízo de R$ 726 milhões, uma melhora de R$ 698 milhões, ou 49%, em relação ao ano de 2015.


Assuntos desta notícia