Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 1 Jun (Reuters) – Analistas do JP Morgan cortaram
nesta sexta-feira a recomendação para as ações da Petrobras
para "neutra" após avaliação que o pedido
de demissão do presidente da companhia, Pedro Parente, fará com
que os investidores percebam que há risco para a política de
governança da estatal.
"Nós adotamos uma postura mais cautelosa após a mudança na
administração. O sr. Parente representou um nível mais alto de
governança na Petrobras. Ele entrou em cena com o mandato de
dirigir a empresa com o único objetivo de criação de valor",
disse a equipe do JP Morgan liderada por Rodolfo Angele.
Do lado positivo, o JP Morgan classificou como
"reconfortante" a permanência dos demais membros da diretoria,
"também associada aos altos padrões de governança".
O banco avalia que a nomeação de um novo
presidente-executivo será crucial. "Dada a recente crise, outro
nome forte e independente seria crítico para trazer a história
da Petrobras de volta para onde estava antes".

(Por Raquel Stenzel
Edição de Luciano Costa)
(([email protected]; +55 11 56447719; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia