Clicky

MetaTrader 728×90

SÃO PAULO, 15 Mai (Reuters) – A JBS tem
trabalhado para reduzir despesas gerais e administrativos para
compensar a pressão de custos estruturais, notadamente de grãos,
que a empresa vê em um patamar mais elevado que veio para ficar,
de acordo com o diretor global de operações da companhia de
alimentos, Gilberto Tomazoni.
"Na questão dos custos de grãos, não vamos ter, daqui para a
frente, um arrefencimento muito grande, talvez uma queda de 7 a
10 por cento, não muito mais do que isso", afirmou o executivo,
em teleconferência sobre o resultado da companhia no primeiro
trimestre, divulgado na véspera.
Em relação ao acordo de normalização de dívida com bancos no
Brasil, anunciado também na segunda-feira, executivos da JBS
destacaram que a previsão é de manutenção das condições dos
contratos.
"O acordo com bancos é preservação de linhas, não muda o
perfil da dívida", disse o presidente do conselho de
administração e diretor de Relações com Investidores, Jeremiah
O‘Callaghan.

(Por Paula Arend Laier
Edição de Raquel Stenzel)
(([email protected]; +55 11 5644 7764; Reuters
Messaging: [email protected]))

MetaTrader 300×250

Assuntos desta notícia

Join the Conversation