Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

SÃO PAULO, 23 Nov (Reuters) – A intenção de crescimento das
empresas de comércio da região metropolitana de São Paulo
atingiu o maior pico em dois anos, impulsionada pela recuperação
econômica do país, indicou um levantamento da FecomercioSP
divulgado nesta quinta-feira.
O Índice de Expansão do Comércio (IEC) atingiu 99,4 pontos
em novembro, maior resultado desde janeiro de 2015, quando o
indicador atingiu 100,3 pontos. O movimento representa uma alta
de 14,5 por cento em relação ao mesmo período do ano passado e
elevação de 1 por cento ante outubro.
O resultado acompanha uma recuperação pelo quinto mês
consecutivo, sinalizando maior disposição do empresariado para
contratar e investir.
"Mais importante que a magnitude (anual) é o fato de que
constantemente a gente vem elevando a propensão à expandir das
empresas. Então há uma propensão muito melhor neste ano do que
no ano passado de expansão das empresas", disse o assessor
econômico da FecomercioSP, Fábio Pina, à Reuters.
O analista afirmou que "uma rodada bastante significativa de
reformas e ajustes macroeconômicos" tem influenciado as
intenções e perspectivas das empresas.
O Nível de Investimento das Empresas, subíndice que compõe o
IEC e aponta a disposição de investimentos em novas instalações
ou equipamentos, avançou 24,3 por cento ante novembro de 2016.
Na base mensal, subiu 3,2 por cento.
A Expectativa de Contratação de Funcionários, outro
componente do IEC, subiu 8,8 por cento no comparativo ano a ano,
mas caiu 0,4 por cento em relação ao mês anterior.
Pina entende que a Black Friday, que começa na sexta-feira,
"pode antecipar parte das compras de final de ano", mas ainda é
menos significativa para o setor do que as compras de Natal.

(Por Taís Haupt, edição Alberto Alerigi Jr.)
(([email protected]; +551156447745; Reuters
Messaging: [email protected]))

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Assuntos desta notícia