Clicky

MetaTrader 728×90

BRASÍLIA (Reuters) – O governo poderá arrecadar entre 80 bilhões e 100 bilhões de reais com um possível leilão para a exploração de volumes de petróleo e gás excedentes ao contrato de Cessão Onerosa, assinado com a Petrobras em 2010, afirmou nesta quarta-feira o secretário de petróleo e gás Natural do Ministério de Minas e Energia, Márcio Félix.

O contrato da cessão de direitos, conhecido no setor como Cessão Onerosa, garantiu à Petrobras a produção, em uma determinada área, de até 5 bilhões de barris de óleo equivalente (boe). No entanto, dados do governo indicam que há volumes muito maiores na região, cujos direitos de exploração poderão ser leiloados.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

"Uma estimativa que a gente pode trabalhar é de que o bônus da outorga pode ser entre 80 bilhões e 100 bilhões de reais", disse Félix, afirmando que a estimativa mínima da Agência Nacional do Petróleo (ANP) é de que o excedente da Cessão Onerosa tenha cerca de 6 bilhões de boe.

O governo quer aprovar em março o leilão do excedente no Conselho Nacional de Política Energética (CNPE), para realizar a licitação até junho.

Félix disse que não descartou realizar o leilão do excedente em lotes, mas avaliou como "mais difícil" fazer a licitação assim.

Pelo contrato da Cessão Onerosa, a companhia estatal pagou à União 74,8 bilhões de reais. Mas uma renegociação do valor, considerando variáveis como preço do barril e câmbio, estava prevista desde o início, depois que as áreas fossem declaradas comerciais, o que já aconteceu.

O presidente da Petrobras, Pedro Parente, afirmou a jornalistas, na mesma cerimônia, que uma primeira reunião oficial entre representantes do governo e da empresa sobre a renegociação deverá ocorrer no início de fevereiro.

Parente já afirmou diversas vezes acreditar que a Petrobras será credora do governo ao fim das negociações, enquanto o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, afirmou recentemente acreditar no contrário– segundo ele, a União espera receber "bilhões de dólares" da petroleira.

Segundo Félix, o governo precisa de um pré-entendimento com a estatal para definir o leilão, mas não seria necessário fechar valores da renegociação antes disso.

(Por Leonardo Goy)
OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20180131T201942+0000


Assuntos desta notícia