Clicky

mm bolsa 728

O ano começou positivo para a indústria brasileira de carne bovina, que registrou em janeiro um faturamento de US$ 436 milhões, com o embarque de mais de 112 mil toneladas. Em comparação com o mesmo mês de 2016, o crescimento foi de 16% em faturamento e de 13% em toneladas exportadas, segundo números divulgados pela Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne (ABIEC) nesta sexta-feira.

Entre os dez países ou regiões importadores da carne bovina brasileira, Hong Kong e China foram os mercados que mais compraram o produto nacional em janeiro. Se comparado com o mês anterior (dezembro de 2016), ambos apresentaram crescimento tanto em faturamento como em volume. Em relação a Hong Kong, o faturamento é de mais de US$ 97 milhões, um aumento de 4% comparado com o mês anterior. Já a China comprou 18 mil toneladas de carne, 21% a mais do que em dezembro, gerando um faturamento de aproximadamente US$ 75 milhões, 18% a mais em relação ao mês precedente.

300×250 4 reais

Outro país que merece destaque é o Egito, que registrou em janeiro o aumento de 55% no volume de carne brasileira adquirida e de 65% em receita, também comparado a dezembro.

“Começamos 2017 com bons números nas exportações e até registramos a retomada de alguns mercados como Hong Kong, China, Egito e Arábia Saudita. No entanto, vamos manter o foco em novos mercados e ampliarmos a nossa presença em mercados estratégicos e importantes, como Estados Unidos e União Europeia”, comenta Antônio Jorge Camardelli, presidente da ABIEC.

Categorias – A carne in natura foi a categoria de produtos mais exportada. Em janeiro, atingiu faturamento de US$ 353 milhões, com embarque de mais de 87 mil toneladas, uma queda de 4% em faturamento e de 1% em volume exportado.


Assuntos desta notícia