Clicky

MetaTrader 728×90

HYDERABAD (Reuters) – A Embraer está em conversas com várias companhias aéreas importantes da Índia sobre potenciais pedidos do jato regional E-175, disse nesta sexta-feira um executivo da fabricante brasileira de aeronaves.

As companhias aéreas indianas tradicionalmente usaram turbopropulsores em vez de jatos para operações regionais, embora a agora extinta Air Costa ainda tenha uma ordem para 50 jatos avaliada em cerca de 3 bilhões de dólares nos livros da Embraer.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

O vice-presidente de vendas e marketing da Embraer na Ásia-Pacífico, César Pereira, disse que sua empresa está conversando com a IndiGo, unidade da Interglobe Aviation Ltd, a SpiceJet, a Air India, a Jet Airways Ltd e Vistara sobre a venda de jatos E-175.

A Índia é o único país entre os membros do Bric que não tem uma frota significativa de jatos regionais com capacidade para 70 a 150 lugares, disse o executivo nos bastidores do evento aéreo Wings India.

"Isso significa que no futuro haverá jatos regionais, porque eles são necessários", disse. "É só uma questão de tempo."

Pereira disse que pode demorar mais para que algumas encomendas se materializem, já que a IndiGo tem uma grande quantidade encomendada de Airbus SE e turbopropulsores ATR.

"Mas temos outras companhias aéreas que podem fazer pedidos", disse, citando o potencial de pedidos futuros da Air India se um programa de privatização for bem-sucedido.

A Alliance Air, unidade regional da Air India que voa turbopropulsores ATR, pode ser vendida separadamente das operações domésticas e internacionais da companhia, de acordo com relatos da mídia local.

(Por Ankit Ajmera)
2018-03-09T110045Z_1_LYNXNPEE280VG_RTROPTP_1_EMPRESAS-EMBRAER-BOEING.JPG urn:newsml:onlinereport.com:20180309:nRTROPT20180309110045LYNXNPEE280VG Logo da empresa brasileira Embraer na sede da companhia em São José dos Campos, Brasil OLBRTOPNEWS Reuters Brazil Online Report Top News 20180309T110045+0000 20180309T110045+0000


Assuntos desta notícia