Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 970×250

A Embraer divulgou seu balanço financeiro referente ao terceiro trimestre de 2016. No período, o lucro líquido ajustado foi de R$ 255,9 milhões no 3T16 e de R$ 406,0 milhões nos nove primeiros meses de 2016. O lucro por ação ajustado foi de R$ 0,3508 no 3T16 e de R$ 0,5565 no 9M16.

No 3T16, o prejuízo líquido atribuído aos Acionistas da Embraer foi de R$ 111,4 milhões e o prejuízo por ação foi de R$ 0,1526. Nos 9M16, o prejuízo líquido foi de R$ 62,9 milhões e prejuízo por ação foi de R$ 0,0861.

MetaTrader 300×250

As receitas no trimestre totalizaram R$ 4,9 bilhões, representando crescimento de 7% em relação aos R$ 4,5 bilhões ante o mesmo períodos de 2015, devido principalmente ao crescimento do número total de entregas no segmento de Aviação Comercial e ao aumento de 9% na receita do segmento de Defesa & Segurança. No 9M16 a receita líquida foi de R$ 14,7 milhões, acumulando crescimento de 20% em relação aos R$ 12,3 milhões do 9M15.

No terceiro trimestre, a Embraer entregou 29 aeronaves comerciais e 25 executivas (13 jatos leves e 12 grandes), ante 21 aeronaves comerciais e 30 executivas (21 jatos leves e nove jatos grandes) entregues no 3T15. Nos primeiros nove meses de 2016 (9M16), a Companhia entregou 76 jatos comerciais e 74 jatos executivos (48 jatos leves e 26 jatos grandes),  em comparação às entregas de 68 jatos comerciais e 75 jatos executivos (57 jatos leves e 18 jatos grandes) ocorridas nos primeiros nove meses de 2015 (9M15).

Capex

No terceiro trimestre, as adições ao imobilizado totalizaram R$ 404,8 milhões, que incluem pool de peças de reposição, aeronaves usadas em leasing ou disponíveis para leasing e os investimentos em CAPEX. No período, o CAPEX ficou em R$ 238,5 milhões. Adições de aeronaves disponíveis para leasing ou em leasing foram de R$ 151,9 milhões e as Adições do programa pool de peças de reposição totalizaram R$ 79,7 milhões. A Embraer destaca que nesse montante de CAPEX reportado estão inclusas despesas relacionadas a equipamentos e imobilizado, principalmente de programas do segmento de Defesa & Segurança, que totalizaram R$ 40,8 milhões no 3T16. Essas despesas são consideradas nos termos e condições dos seus respectivos contratos e, consequentemente, não fazem parte da estimativa de CAPEX da Companhia para 2016, de US$ 275 milhões. Excluindo-se essas despesas, o CAPEX ficou em R$ 197,7 milhões.

Nos nove meses de 2016, o CAPEX foi de R$ 596,5 milhões, o CAPEX contratado foi de R$ 72,9 milhões e o CAPEX excluindo essas despesas contratadas foi de R$ 523,6 milhões. Os investimentos em CAPEX devem fechar o abaixo da estimativa da companhia, mencionada anteriormente. Essa estimativa, não inclui Adições de aeronaves disponíveis para leasing ou em leasing ou as Adições do programa pool de peças de reposição.

 


Assuntos desta notícia