Clicky

MetaTrader 728×90

A Echoenergia, que no início de março completou seu primeiro ano de atividades, acaba de ampliar sua atuação no nordeste com a aquisição de quatro novos Complexos Eólicos: Echo 1 (RN e BA), Echo 2 (RN), Echo 4 (RN) e Echo 5 (RN e BA). Como resultado, a empresa ampliará em 353 megawatts (MW) de energia limpa sua participação na matriz energética brasileira.

Dos quatro empreendimentos adquiridos, três já se encontram em plena operação comercial (Complexos Eólicos Echo 1, Echo 2 e Echo 4) e um está em fase de obras (Complexo Eólico Echo 5). Juntos, eles somam 15 parques eólicos e 167 aerogeradores, que estão distribuídos pela Bahia e pelo Rio Grande do Norte, estados que ocupam, respectivamente, a 1ª e a 2ª colocação no ranking nacional de produção de energia eólica, segundo dados da Associação Brasileira de Energia Eólica (ABEEólica).

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Para o CEO Edgard Corrochano, a aquisição atende perfeitamente à expectativa da Echoenergia de se tornar referência no setor de energia renovável. “Com investimentos estratégicos em regiões com alto fator de capacidade, onde estão os melhores ventos, obtivemos um crescimento exponencial e seguimos para atingir nosso objetivo que é ser o player mais eficiente do setor”, revela Corrochano.

O fato é que em seu primeiro aniversário, a empresa tem bons motivos para comemorar. Com as novas aquisições, ela detém hoje seis Complexos Eólicos (Ventos de São Clemente, Ventos de Tianguá, Echo 1, Echo 2, Echo 4 e Echo 5), que juntos ultrapassam a marca de 600 MW de capacidade instalada e já beneficiam cerca de 5 mil famílias com projetos socioambientais.


Assuntos desta notícia

Join the Conversation