Clicky

Tesouro Direto Taxa Zero 728×90

A Comissão de Valores Mobiliários (CVM) pediu esclarecimentos para JBS sobre o Fato Relevante arquivado pela empresa em 05 de dezembro do ano passado, em que a subsidiária JBS Foods International planejava realizar o registro de uma Oferta Pública Inicial (IPO) nos Estados Unidos”, bem como à notícia veiculada jornal “O Globo” desta quinta-feira (17), sob o título “JBS adia abertura de capital nos EUA para o segundo semestre”.

De acordo com a empresa, o adiamento seria uma das consequências da Operação Carne Fraca, deflagrada em março pela Polícia Federal, para investigar fraudes fiscais e sanitárias em uma série de frigoríficos investigados.

Tesouro Direto Taxa Zero 300×250

Na resposta, a JBS esclarece que sobre o Fato Relevante de dezembro de 2016, a única menção sobre a expectativa de conclusão do processo de IPO foi que a companhia esperava concluir a oferta no primeiro semestre de 2017 e que não existia nenhum compromisso firme e que se tratava apenas de “mera expectativa de condução do projeto”.

Além disso, quando o diretor-presidente Wesley Batista fez a citação: “Um IPO no segundo semestre é o momento mais próximo para tentar sair ao mercado, já que ainda há algumas questões pendentes devido a isso que aconteceu no setor”, ele estava apenas apresentando uma visão sob o ponto de vista de mercado sobre o momento eventualmente mais propício para o IPO. Ou seja, em nenhum momento Batista informou que, oficialmente, a companhia estava adiando a conclusão do IPO para uma data específica.

Deste modo, diz a nota, que a companhia entende que as informações fornecidas por meio do Fato Relevante e as declarações do diretor presidente são harmoniosas e complementares, pois o fato dele entender que do ponto de vista de mercado a janela do segundo semestre seria mais benéfica, não se “desnatura os esforços que a companhia vem tomando para a implementação do IPO desde o final de 2016.”

A JBS ressaltou a visão de que os trabalhos sobre o IPO estão em continuidade conforme se pode observar na ata de Reunião do Conselho de Administração da Companhia realizada em 04 de maio de 2017, no qual foram aprovadas, exclusivamente, as demonstrações contábeis referentes ao exercício social encerrado em 31 de dezembro de 2016, em inglês, somente com informações da controladora para fins da emissão de opiniões das auditorias independentes sobre as Informações Financeiras 2016 – Stand Alone.

“Tal aprovação se fez necessária, pois as Informações Financeiras 2016 – Stand Alone servirão de base para instruir o protocolo do pedido de registro da oferta pública inicial de ações ordinárias da subsidiária da Companhia, JBS Foods International, perante a Securities and Exchange Commission (SEC) nos Estados Unidos.

Por fim, a JBS esclarece que irá se pronunciar em momento oportuno em relação a cada uma das operações e o fará somente no momento em que estiver em posse de todas as informações necessárias para que, de forma segura e precisa, esclareça os fatos para seus acionistas e o mercado em geral”, fecha a nota assinada por Jeremiah Alphonsus O´Callaghan, diretor de Relação com Investidores.


Assuntos desta notícia